Home / Açores / Os Açores são uma região atrativa para o investimento, afirma Vasco Cordeiro
Os Açores são uma região atrativa para o investimento, afirma Vasco Cordeiro

Os Açores são uma região atrativa para o investimento, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo Regional apelou aos empresários açorianos e açor-descendentes de S. José, na Califórnia, para que invistam nos Açores, uma região que é “atrativa” para o investimento e se pode assumir como uma “porta de entrada na Europa”.

 “O Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento entre os EUA e a União Europeia é uma boa oportunidade para esta possibilidade de cooperação”, afirmou Vasco Cordeiro, frisando que “os Açores, pela sua posição geoestratégica, têm um papel de primordial importância neste domínio”.

 Vasco Cordeiro falava quarta-feira, em S. José, num encontro com açorianos de Silicon Valey, membros da Rede Prestige e empresários e membros da Young Portuguese American da Califórnia, durante o qual o presidente da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), Arnaldo Machado, apresentou as oportunidades de investimento na Região.

 Para o Presidente do Governo, “o atual momento entre os EUA e a União Europeia é propício a este tipo de iniciativa”, frisando a importância de “dar a conhecer os Açores de hoje, as oportunidades que existem e as parcerias que gostaríamos de desenvolver com aqueles que estão na Califórnia e têm uma relação afetiva com os Açores”.

 “Este é um momento que permite apresentar os Açores que foi possível construir ao longo dos quase 40 anos de Autonomia. Uma região que, sem prejuízo dos desafios que tem pela frente, é uma região moderna, que soube infraestruturar-se de forma eficaz, criando condições que a tornam atrativa”, afirmou Vasco Cordeiro.

 Nesse sentido, salientou que esta sessão de apresentação das oportunidades de investimento na Região, a que também assistiu o Cônsul Geral de Portugal em S. Francisco, Nuno Mathias, permitiu salientar, não apenas as áreas consideradas estratégicas para esse investimento, como o turismo e o mar, mas também as vantagens comparativas que os Açores possuem relativamente ao resto do país, nomeadamente do ponto de vista fiscal e dos sistemas de incentivos.

 Antes desta sessão, numa entrevista à rádio portuguesa KSQQ, Vasco Cordeiro também abordou este tema, salientando o papel que as Casas dos Açores devem desempenhar para “dar a conhecer” nas sociedades em que se inserem a atual realidade dos Açores.

 “As Casas dos Açores são parceiros essenciais, não apenas em termos de salvaguarda, defesa e promoção da cultura e da identidade açoriana, mas também para dar a conhecer a realidade dos Açores de hoje”, frisou o Presidente do Governo, que vai presidir na sexta-feira à sessão de abertura da Assembleia Geral do Conselho Mundial das Casas dos Açores, que reúne em Hilmar, na Califórnia.

 Vasco Cordeiro destacou a “evolução notável que os Açores tiveram na última década” e frisou que gostava que os açorianos da diáspora “tivessem orgulho nos Açores, no que hoje é a Região”.

GaCS

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top