Home / Destaque / Pastelaria Vértice do Triângulo aposta em produtos com “qualidade e tradição” (c/áudio)
Pastelaria Vértice do Triângulo aposta em produtos com “qualidade e tradição” (c/áudio)

Pastelaria Vértice do Triângulo aposta em produtos com “qualidade e tradição” (c/áudio)

Desde a passada semana que a Vila das Velas ganhou outro sabor com a abertura da Pastelaria Vértice do Triângulo. Uma pastelaria onde predomina “a qualidade e a tradição”, como afirmou Fátima Melo, a proprietária.

Em entrevista à RL Açores, Fátima Melo explicou que a ideia de criar o seu próprio negócio surgiu muito em parte porque ficou desempregada e, tendo em conta “que o fundo de desemprego não dura a vida inteira” e que “ao fim dos três anos ia ser muito difícil arranjar um novo trabalho”, a proprietária da pastelaria decidiu então abraçar algo que sempre gostou de fazer.

“E como eu sou uma pessoa que não posso estar parada” foi assim que surgiu a ideia “como eu gostava de trabalhar em doces e em pastelaria, foi aí que surgiu a ideia e fiz o meu projeto”, frisou Fátima Melo.

A proprietária da Pastelaria teve de se candidatar junto do Governo Regional ao programa CPE – Criação do Próprio Emprego -, onde solicitou a totalidade do subsídio de desemprego a que tinha direito para poder realizar o seu investimento.

No decorrer desta etapa foram várias as dificuldades com que a proprietária da pastelaria se deparou até ao dia da inauguração.

“O primeiro passo que foi dado para o projeto foi fácil, entre fazer a candidatura e ser aceite demorou três meses”, afirmou Fátima Melo, acrescentando que as dificuldades, “que foram muitas”, começaram a partir daí.

Dificuldades a nível de todo o tipo de burocracias, licenças, “as próprias novas regras da CEE exigem que esteja tudo dentro da lei”, sendo que “tudo isso leva algum tempo, desde arranjar quem faça os projetos, entregar no município para ser analisado e para ter o aval”, explicou a proprietária da nova Pastelaria, que abriu portas na passada semana, depois de longos meses a legalizar toda a situação.

Fazendo jus ao slogan da pastelaria “qualidade e tradição”, Fátima Melo apontou alguns dos produtos que quem visita a “Vértice do Triângulo” pode encontrar, produtos esses todos confecionados pela proprietária.

A Espécie tradicional da ilha de São Jorge é considerado já o produto emblemático, e como não pode fugir às suas raízes de micaelense, Fátima Melo apostou também na confeção do famoso Bolo Lêvedo de São Miguel, do Pão Caseiro e da Massa Sovada, ambos confecionados também segundo a receita micaelense.

Para além destes produtos, outros doces como diversas tartes, queijadas de várias qualidades, entre as quais as famosas “Donas Amélias”, Bolas de Berlim ou Donuts, estão disponíveis para venda.

Fátima Melo fez sempre questão de salientar que “todos os produtos são produtos frescos e de confeção e fabrico próprio”.

A proprietária da Pastelaria Vértice do Triângulo salientou ainda que com este seu projeto pretendeu “preencher uma lacuna existente na ilha”, uma vez que o seu estabelecimento conta com produtos confecionados diariamente, ou seja, “o cliente encontra sempre o produto fresco”, como afirmou a proprietária que acredita que isto “é algo muito importante não só para a população da ilha mas também para o turismo”.

Há uma semana com as portas abertas a proprietária da Pastelaria Vértice do Triângulo faz “um balanço positivo” deste início de atividade e deixa o futuro em aberto.

Fátima Melo deixou ainda um “agradecimento especial” a todas as pessoas que colaboraram no seu projeto e que, de certa forma, “o tornaram possível”.

LA/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top