Paulo Rangel garante defesa dos Açores na União Europeia
O cabeça de lista da coligação “Aliança Portugal” às eleições europeias, Paulo Rangel, comprometeu-se, esta segunda-feira, a assegurar “a defesa permanente dos interesses dos Açores junto da União Europeia”.
Paulo Rangel, que falava numa conferência organizada pela coligação sobre o próximo quadro comunitário de apoio, e na qual participou igualmente a candidata indicada pelo Açores, Sofia Ribeiro, lembrou que “os próximos anos serão de grandes desafios, mas também de boas oportunidades que podem ser aproveitadas pelos Açores”.
Entre essas oportunidades, o candidato da coligação destacou, entre outros, “a economia do mar, o acordo de comércio livre que a Europa está a negociar com os Estados Unidos e o Canadá, ou a manutenção do estatuto de ultraperiferia”.
“Existem diversas agendas na Europa que temos a intenção de liderar”, disse Paulo Rangel, lembrando que o acordo com os Estados Unidos e com o Canadá vai formar “uma espécie de mercado comum entre os dois lados do Atlântico”.
Paulo Rangel apontou também como prioridades para a coligação, quer a garantia de que a região manterá o estatuto de região ultraperiférica, quer os apoios à agricultura e às políticas marítimas, dois temas “de grande importância para os Açores”.
O candidato da coligação Aliança Portugal assegurou, por isso, que os deputados do PSD e do CDS “estarão na linha da frente do acompanhamento das políticas sobre a agricultura, nomeadamente ao impacto nos Açores do fim previsível das quotas leiteiras”.
No caso do Mar, Paulo Rangel lembrou que a União Europeia aponta como grande prioridade a economia do Mar, não apenas confinada às pescas, mas incluindo também a investigação, a exploração de recursos naturais da nova plataforma continental ou o turismo”, áreas que considerou de grande interesse para os Açores.
RL/PSD-A

Deixe uma resposta