Home / Açores / Paulo Teves defende importância do reforço das relações entre os Açores e a Diáspora 
Paulo Teves defende importância do reforço das relações entre os Açores e a Diáspora 

Paulo Teves defende importância do reforço das relações entre os Açores e a Diáspora 

O Diretor Regional das Comunidades defendeu, na Horta, a importância de se apoiarem “iniciativas que contribuam para o reforço do relacionamento” entre os Açores e a sua Diáspora, em especial junto dos mais jovens.

Paulo Teves falava quarta-feira num encontro com um grupo de 22 alunos, professores e pais da Escola Básica Judith Duarte de Oliveira, da cidade brasileira de Itajaí, no Estado de Santa Catarina, que se encontram de visita ao arquipélago desde 1 de junho.

Dirigindo-se ao grupo de visitantes, Paulo Teves reafirmou o empenho do Governo dos Açores em corresponder às iniciativas das comunidades que “valorizam, não apenas a preservação da identidade herdada pelos emigrantes açorianos, mas também a sua dinamização nos diversos espaços geográficos”.

“No vosso Estado existem inúmeras manifestações de Açorianidade que merecem ser divulgadas junto da sociedade açoriana que partilha a mesma génese cultural”, salientou Paulo Teves, acrescentando que “são os jovens de ambos os lados que assumem a responsabilidade de afirmar, cada vez mais, a nossa Região no mundo, quer nas nove ilhas arquipelágicas, quer nas décimas que constituem as nossas comunidades”.

Neste encontro, que decorreu no dia anterior ao seu regresso ao Brasil, os jovens partilharam as experiências que viveram nas ilhas do Pico, São Jorge e Faial no âmbito do projeto ‘Intercâmbio Cultural: Viajando nas Asas do Conhecimento’, realizado em parceria com a Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico, que contou com o apoio do Executivo açoriano.

Esta iniciativa integra-se no projeto escolar ‘Resgatando Raízes’, desenvolvido pelos professores de educação infantil e do ensino fundamental da escola brasileira, com a finalidade de iniciar o resgate de certas manifestações culturais, tanto daquelas que continuam vivas, como das que, apesar de serem quase inexistentes, permanecem no imaginário coletivo do povo, com o intuito de incentivar os estudantes a valorizar as manifestações culturais de base açoriana, a fim de tornar o processo ensino aprendizagem mais significativo.

O Diretor Regional das Comunidades desafiou os jovens estudantes, pais e professores a serem “verdadeiros embaixadores dos Açores, da sua cultura e do seu Povo” após o regresso a casa, depois desta experiência que lhes conferiu um conhecimento acrescido e mais aprofundado da sua base cultural.

Paulo Teves enalteceu o trabalho desenvolvido pela Escola Básica Judith Duarte de Oliveira como resposta ao interesse, cada vez maior, dos estudantes em procurar as suas raízes, contribuindo, deste modo, para uma maior compreensão da sociedade onde residem.

“Tenho a convicção de que agora, depois desta viagem, compreenderão como o artesanato, as manifestações religiosas, a música, a dança, as lendas e contos persistem na vossa cidade e no vosso Estado e como se tornaram parte integrante do vosso quotidiano”, afirmou o Diretor Regional.

GaCS

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top