Home / Destaque / Perto de 300 pessoas sinalizadas para o Rastreio do Cancro da Pele que decorreu este fim-de-semana em S.Jorge (c/áudio)
Perto de 300 pessoas sinalizadas para o Rastreio do Cancro da Pele que decorreu este fim-de-semana em S.Jorge (c/áudio)

Perto de 300 pessoas sinalizadas para o Rastreio do Cancro da Pele que decorreu este fim-de-semana em S.Jorge (c/áudio)

A Unidade de Saúde de Ilha de São Jorge promoveu entre 6 e 8 de janeiro um rastreio do cancro da pele.

Uma iniciativa pioneira na ilha que surgiu devido ao elevado número de neoplasias da pele detetadas em S.Jorge.

Com um processo de seleção bem planeado, os quatro dermatologistas que participaram no rastreio durante este fim-de-semana atenderam os utentes selecionados, como explicou César Gonçalves, o Diretor Clínico da Unidade de Saúde de Ilha.

Foram sinalizadas perto de 300 pessoas para participarem neste rastreio.

Para os dermatologistas esta é uma boa iniciativa.

António Massa, um dos dermatologistas a participar no Rastreio, explicou os aspetos que iriam ser tidos em conta durante as consultas.

O Dermatologista alertou ainda para os cuidados a ter com a pele.

O rastreio decorre com o apoio da Saudaçor, estando também envolvidas a Sociedade Portuguesa de Dermatologia e a Associação Portuguesa do cancro cutâneo.

Diretora Regional da Saúde elogia iniciativa da USI de São Jorge

Aparecem nos Açores 250 novos casos por ano de cancro cutâneo, dos quais 25 são melanomas. Dados avançados por Tânia Cortez, Diretora Regional da Saúde, que esteve presente na sessão de abertura do Rastreio do Cancro da Pele, em São Jorge.

Face a estes números a Diretora Regional da Saúde destaca a iniciativa da Unidade de Saúde de Ilha de São Jorge com este rastreio do cancro da pele que decorreu durante este fim-de-semana.

Tânia Cortez admitiu ainda fazer todo o sentido outras ilhas “copiarem” a ideia e avançarem com este tipo de rastreio.

Quanto a novos rastreios para além do início do rastreio do cancro da cavidade oral, a Diretora Regional diz que para já não há novos rastreios a iniciarem-se nos próximos tempos, não excluindo, no entanto, a intenção de iniciar um rastreio do cancro cutâneo em toda a região em consonância com o Centro de Oncologia dos Açores.

Liliana Andrade/RL Açores

Imagem: ©DR

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top