Home / Açores / Plano e Orçamento da região com investimento público de 774 milhões de euros para 2017
Plano e Orçamento da região com investimento público de 774 milhões de euros para 2017

Plano e Orçamento da região com investimento público de 774 milhões de euros para 2017

Um montante de global de 1214 milhões de euros em que o investimento público total é de 774 milhões de euros, dos quais 517 milhões são investimento direto do orçamento da região, são estes os números revelados hoje por Sérgio Ávila no que concerne ao Orçamento da Região Autónoma dos Açores e do Plano Anual para 2017.

O Vice-presidente, acompanhado pelo Secretário Regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, Berto Messias, falava, esta quarta-feira, após entregar à Presidente da Assembleia Legislativa Regional, as Propostas de Orientações de Médio Prazo 2017/2020 e do Orçamento da Região Autónoma dos Açores e do Plano Anual para 2017.

O Vice-presidente fez saber que o Orçamento da região para este ano “tem exatamente o mesmo montante no que concerne a receitas efetivas que tinha no último ano”, assegurando nesse sentido um nível idêntico de investimento, com destaque para um reforço nas transferências para o Serviço Regional de Saúde, com mais nove milhões de euros.

Por outro lado, Sérgio Ávila referiu que existem reduções no orçamento, por exemplo, ao nível de aquisições de bens e serviços correntes, entre outros.

A nível de investimento público, que totaliza 774 milhões de euros, dos quais 517 são, então, investimento direto do orçamento da região, o Vice-presidente destacou três prioridades nas quais assentam este investimento, nomeadamente o Reforço do Crescimento Económico e do Emprego, a segunda prioridade assenta no Reforço da qualificação, da qualidade de vida e igualdade de oportunidades, sendo o terceiro objetivo estrutural a melhoria da qualidade do território.

Sérgio Ávila considerou que “este investimento mantém-se estável em ralação aos níveis dos anos anteriores”, realçando que as Orientações a Médio Prazo asseguram essa estabilidade de investimento ao longo da legislatura.

O Vice-presidente do Governo Regional destacou ainda outros aspetos que considerou importantes, relacionadas com a despesa e receita corrente da Administração Pública Regional e as receitas próprias da região que “já cobrem na íntegra as despesas de funcionamento da administração regional”.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top