Home / Destaque / Porto do Topo avança ou não avança? Há quem acredite que desta é que é, mas há também quem continue a duvidar (c/áudio)
Porto do Topo avança ou não avança? Há quem acredite que desta é que é, mas há também quem continue a duvidar (c/áudio)

Porto do Topo avança ou não avança? Há quem acredite que desta é que é, mas há também quem continue a duvidar (c/áudio)

Há mais de 20 anos que se fala num novo Porto do Topo. Agora o processo chega a um patamar nunca alcançado com a atribuição do visto prévio do Tribunal de Contas.

Mas para a população será que é mesmo desta? Alguns ainda estão um pouco reticentes, mas outros não têm qualquer dúvida, como é o caso de Pedro Leonardes e João Natal de Lima, respetivamente.

Para o presidente da junta de freguesia do Topo, Lizandro Bettencourt, não há que temer. É desta que a obra avança apontando o início de 2019.

A empreitada de requalificação do Porto do Topo corresponde a um investimento superior a seis milhões de euros, sendo que o prazo de execução previsto é de 24 meses.

Novo Porto do Topo trará grande dinamismo àquela zona, acredita a população

E no que ao Porto do Topo diz respeito há uma opinião que é unânime – o seu aumento trará grandes benefícios não só ao Topo mas à ilha de São Jorge em geral.

João Natal de Lima, antigo baleeiro e grande defensor da obra há muitos anos, dá um exemplo concreto.

Também Pedro Leonardes, presidente da Associação O Cachalote, no Topo, só vê vantagens na requalificação daquele porto.

Lizandro Bettencourt, o presidente da Junta de Freguesia, defende igualmente a importância que a obra terá para a atividade marítimo turística.

A obra em causa contempla, por exemplo, a construção de um molhe-cais com cerca de 60 metros de comprimento com uma frente acostável com cerca de 40 metros de comprimento, sendo que o cais atual será também ampliado em cerca de 37 metros.

 

 

 

 

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografia: ©Direitos Reservados

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top