Presidente da AFAH responsabiliza clubes de São Jorge pela falta de árbitros na ilha

O presidente da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo (AFAH) responsabilizou os dirigentes jorgenses pela falta de árbitros na ilha.

Nuno Maciel fala mesmo em clima de intimidação e de perseguição na ilha, adiantando que, a título excecional, dois árbitros da terceira vão arbitrar em São Jorge.

O presidente da AFAH, em declarações à RTP Açores, disse mesmo que “alguns dirigentes dos clubes de São Jorge têm de fazer a sua autocritica e alterar profundamente as suas posturas”, caso contrário a situação “não tem qualquer tipo de solução”.

De acordo com Nuno Maciel, graças a este tipo de atitudes “as pessoas recusam-se pura e simplesmente a ir arbitrar”, adiantando que há “um indíce de agressões a árbitros superior às outras duas ilhas, todo o tipo de intimidações, perseguições, etc, etc”.

Situações que levaram na opinião do presidente ao abandono dos árbitros na ilha, uma vez que “não estão para ficar sujeito a esse tipo de procedimentos”.

RTP A/RL Açores

Fotografia: ©Direitos Reservados

Deixe uma resposta