Açores

Presidente do Governo apela a trabalho conjunto de planeamento estrutural do setor leiteiro

O Presidente do Governo apelou na sexta-feira a todos os intervenientes do setor leiteiro para a definição conjunta de um planeamento estratégico que reforce a capacidade para responder aos desafios estruturais com que se confronta, aproveitando os indícios de melhoria registados nos mercados internacionais de lacticínios.

“Vindo a confirmar-se uma melhoria nos mercados de lacticínios a nível internacional, com o previsível impacto no preço do leite pago ao produtor, é necessário aproveitarmos este momento para criar novas vias e novos comportamentos que possam consolidar e fortalecer a capacidade do setor para responder aos desafios do futuro”, afirmou Vasco Cordeiro.

Na abertura do III Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia de Outono, promovido pela Associação Agrícola de São Miguel, o Presidente do Governo considerou que este trabalho de planeamento estrutural deve ser feito no âmbito do Centro Açoriano de Leite e Lacticínios (CALL), assegurando que o Governo dos Açores está “interessado e empenhado em contribuir” para que ele se concretize.

“Numa situação em que há indicadores que começam a melhorar, nós temos de aproveitar esta janela de oportunidade, que ainda não sabemos de quanto tempo será, nem a sua intensidade, para criar cada vez melhores e cada vez mais sólidos alicerces para que o setor possa ultrapassar os momentos mais difíceis”, defendeu.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro adiantou que se começam a registar alguns indícios de que há uma alteração, desde logo em alguns países europeus, quanto ao preço do leite pago à produção.

“Há, também, sinais ao nível dos mercados internacionais de lacticínios de melhoria dos preços. Perante isso, é obviamente legítima a questão sobre a repercussão que esses indícios de melhoria podem ter naquele que é o preço do leite pago à produção nos Açores”, afirmou o Presidente do Governo.

Relativamente a reformas antecipadas no setor, Vasco Cordeiro recordou que a União Europeia entendeu que este mecanismo “não era uma via de poder ajudar a solucionar este momento de tensão e de pressão que se vive”.

“A parte do rejuvenescimento do setor e, por essa via, a possibilidade de utilizarmos fundos comunitários para lançar processos de reformas antecipadas, perdeu-se no atual Quadro Comunitário de Apoio, o que não deveria ter acontecido, tendo em conta a sua importância do ponto de vista de reestruturar o setor”, disse.

O Presidente do Governo destacou, por outro lado, a relevância de iniciativas como o III Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia, um evento que evidencia a qualidade do setor do leite e dos lacticínios açoriano.

Sobre a possibilidade de se realizar na Região um concurso de âmbito nacional desta raça, Vasco Cordeiro garantiu que essa seria uma iniciativa que o Governo “acarinha e acompanha”, alegando que seria mais uma forma de demonstrar “o bom saber fazer dos agricultores açorianos”.

GaCS/RL Açores

Comment here