Home / Açores / Presidente do Governo determinado em consolidar a retoma económica para reforçar criação de emprego e de riqueza 
Presidente do Governo determinado em consolidar a retoma económica para reforçar criação de emprego e de riqueza 

Presidente do Governo determinado em consolidar a retoma económica para reforçar criação de emprego e de riqueza 

O Presidente do Governo dos Açores defendeu hoje, na Horta, o empenhamento das entidades públicas e privadas na consolidação sustentada dos sinais de retoma económica que se verificam na Região, com o objetivo de reforçar a criação de riqueza e de emprego em todas as ilhas.

“O nosso desafio coletivo – das entidades públicas e privadas – passa por consolidarmos, cada vez mais, estes sinais, estendendo-os de forma sustentável a todas e a cada uma das nossas ilhas, dando expressão prática ao desígnio de criação de riqueza e criação de emprego, ao desígnio que assumimos como nosso de coesão e de desenvolvimento das nossas ilhas”, afirmou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo, que falava na cerimónia de lançamento da primeira pedra do novo matadouro da ilha do Faial, um investimento de cerca de 4,4 milhões de euros, considerou que, apesar de serem já evidentes sinais de que se está a iniciar uma fase de recuperação, a economia regional está ainda confrontada com grandes desafios, entre os quais a criação de emprego ou, mais setorialmente, a situação do setor leiteiro e das pescas.

“Temos, ainda, – importa referir – muitos e grandes desafios para vencer”, frisou, apontando “o desafio de criar mais e melhor emprego, o desafio de estender ao setor da agricultura e das pescas a evolução muito positiva que já verifica no setor do turismo, o desafio de alargar ao setor do transporte marítimo a reforma transformadora já concretizada no transporte aéreo, para apenas referir alguns”.

“São crescentes os indicadores que demonstram, de forma consistente e sustentada, que há desafios que estamos a vencer e, tendo presente aquilo que já alcançámos, temos a confiança, o conhecimento e a capacidade para vencer aqueles que estão à nossa frente”, afirmou Vasco Cordeiro.

No último ano, a criação líquida de emprego cresceu cerca de cinco por cento, o consumo de energia no setor industrial aumentou 4,8 por cento, o número de dormidas cresceu perto de 20 por cento, a venda de automóveis teve uma evolução positiva de 27,7 por cento, ao mesmo tempo que 2015 terminou com uma taxa de desemprego de 12,8 por cento, muito longe do ‘pico’ de 18 por cento registado no primeiro trimestre de 2014.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro apontou ainda o exemplo do Indicador de Atividade Económica – índice que acompanha a evolução geral da economia regional a partir de uma série de indicadores – que registou uma aceleração significativa nos últimos quatro meses, mantendo-se sempre acima dos 4%.

“Permitam-me, pois, que, também aqui, deixe uma palavra de reconhecimento público aos empresários dos Açores que se contam, seguramente, entre os obreiros desta evolução positiva de vários indicadores que apontam para uma retoma económica sustentada na Região”, salientou o Presidente do Governo.

Vasco Cordeiro adiantou, por outro lado, que, desde o início desta legislatura, o Governo já concluiu, ou tem em diferentes fases de execução na ilha do Faial, investimentos que rondam os 22 milhões de euros, como a construção do Centro de Dia dos Flamengos, a reabilitação da creche O Castelinho ou a futura Escola do Mar, entre muitos outros.

“A verdade é que ambicionámos mais para o Faial, como para toda a Região, dando expressão prática ao cumprimento do contrato de confiança que temos firmado com os Açorianos”, frisou Vasco Cordeiro.

“Nesse sentido, posso anunciar que, após o período de operacionalização de diversos fundos comunitários, até final do primeiro semestre, serão lançados concursos públicos para a construção de, entre outras, obras de grande envergadura como a reabilitação do troço entre o Largo Jaime de Melo e a Ribeira do Cabo, a 2.ª fase da requalificação do Porto da Horta, bem como o novo Quartel de Bombeiros da Horta, que, se não houver percalço, a muito breve trecho, terá definida a sua localização, uma vez que apenas se aguarda a conclusão dos estudos técnicos quanto ao terreno onde se vai situar”, destacou o Presidente do Governo.

GACS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top