Presidente do Governo reforça empenho no relacionamento entre os Açores e os Estados Unidos

O Presidente do Governo, José Manuel Bolieiro, realçou esta terça-feira, em Ponta Delgada, o reforço da cooperação numa “relação amistosa, de proximidade e de colaboração” com os Estados Unidos da América.

O Chefe do Executivo, que falava após a audiência com a Cônsul dos Estados Unidos da América nos Açores, Kathryn Ryan Hammond, destacou o relacionamento “institucional e da posição reconhecidamente estratégica que os Açores têm para a visão mundial, que os Estados Unidos sempre tiveram na geografia mundial”.

Na ocasião, o Presidente do Governo deixou uma palavra de apreço “à comunidade emigrante nos Estados Unidos e que sempre viu pelo bom acolhimento nos Estados Unidos, um amigo e um país verdadeiramente acolhedor”.

“Deste lado do Atlântico, também sempre tivemos a oportunidade de deixar bem nota da relação de confiança e de esperança, quer através de Portugal, quer através da Região Autónoma dos Açores”, frisou José Manuel Bolieiro.

Por outro lado, referiu o Presidente do Governo, para além da importância do reforço da colaboração, reconheceu “a satisfação para com essa disponibilidade numa futura cooperação e para que a transição do Governo na Região Autónoma dos Açores seja uma garantia de estabilidade deste bom relacionamento e desta boa cooperação”.

“Todas as oportunidades de melhoria e de aprofundamento da cooperação Portugal e os Estados Unidos e com referência e benefício da Região Autónoma dos Açores interessam sempre a mim próprio e ao Governo”, frisou o governante.

 Nesse sentido, um relacionamento bilateral de confiança e de colaboração, que no entender do Presidente do Governo possa “encontrar plataformas de entendimento entre países que são amigos e uma Região que sente o prestígio e o reconhecimento de ter sido aquela que representou o mais antigo consulado do mundo dos Estados Unidos”.

Na altura, o Presidente do Governo deixou ainda uma palavra de estima e consideração ao restante corpo consular, presente nos Açores, uma vez que este ano a tradicional receção de Ano Novo não terá lugar, devido à pandemia de Covid-19.

GACS/RL Açores

Deixe uma resposta