Home / Açores / Programa Empreende Açores apoiou desempregados na criação de 52 novas empresas
Programa Empreende Açores apoiou desempregados na criação de 52 novas empresas

Programa Empreende Açores apoiou desempregados na criação de 52 novas empresas

O Vice-Presidente do Governo revelou hoje que, no âmbito do programa Empreende Açores, um projeto inovador a nível nacional, foi apoiada e acompanhada a criação de 52 novas empresas por pessoas em situação de desemprego, “transformando situações problemáticas em novas oportunidades de negócio”.

Sérgio Ávila frisou que este programa “permitiu a pessoas numa situação de desemprego, através da conjugação de formação, do acompanhamento do início da atividade empresarial e do sistema de incentivos, criar as suas empresas e criar emprego”.

O Vice-Presidente falava aos jornalistas em Ponta Delgada, onde visitou um dos 25 projetos já executados, um investimento de 180 mil euros na área da restauração que criou sete novos postos de trabalho permanentes no âmbito do subprograma Empreende Jovem.

Para o governante, além da “formação específica na área empresarial” que é facultada aos desempregados, é da “maior importância” o acompanhamento que é dado à implementação dos novos negócios.

Sérgio Ávila destacou a atual dinâmica e rejuvenescimento do tecido empresarial açoriano, comprovados pela apresentação de 507 novos projetos privados ao novo sistema de incentivos Competir+, que representam 204 milhões de euros de investimento privado.

Considerando o balanço positivo do programa e destacando a coragem e capacidade de empreendedora dos promotores dos projetos de investimento, o Vice-Presidente do Governo anunciou a sua continuidade em 2017.

Sob a designação ‘Empreendo o Meu Negócio’, vai manter a mesma metodologia, aumentando o período de formação para 80 horas e reforçando a articulação com a Rede de Incubadoras de Empresas dos Açores.

No âmbito do Empreende Açores, foram realizadas 18 ações de formação, abrangendo 289 formandos, tendo sido criadas 52 novas empresas.

As empresas criadas recorreram a diversas medidas disponibilizadas pelo Governo dos Açores, nomeadamente ao Microcrédito, ao apoio à Criação do Próprio Emprego – CPE Premium e ao sistema de incentivos Competir+.

As áreas com maior adesão foram os serviços (30%), o comércio (20%), a restauração (19%) e o turismo (15%).

O programa Empreende Açores, desenvolvido pela Vice-Presidência do Governo em parceria com a CRESAÇOR, contempla três fases.

Numa primeira fase, as ações de formação com uma carga horária de 60 horas, durante as quais são ministradas matérias no âmbito das atitudes empreendedoras e competências de gestão, culminando no desenvolvimento de um plano de negócios.

Na segunda fase e por um período de até seis meses, o acompanhamento para aprofundamento do modelo de negócio, procura de fontes de financiamento e criação da empresa.

Quanto à terceira e última fase, durante 12 meses, envolve o apoio no âmbito da gestão do negócio com o objetivo de contribuir para o sucesso das empresas na sua fase de implementação.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top