Home / Turismo / Promoção de igualdade de oportunidades no turismo tem sido uma prioridade do Destino Açores
Promoção de igualdade de oportunidades no turismo tem sido uma prioridade do Destino Açores

Promoção de igualdade de oportunidades no turismo tem sido uma prioridade do Destino Açores

O Diretor Regional do Turismo afirmou hoje, em Angra do Heroísmo, que a crescente notoriedade do Destino Açores permitirá à Região posicionar-se na captação de maiores fluxos de turismo acessível, devendo as entidades públicas e privadas continuar o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos neste nicho de mercado.

“Tornar os destinos acessíveis para todos é, pois, na atualidade, um dos grandes desafios que se colocam a todos os intervenientes da atividade turística por esse mundo fora, que apostam na valorização da sua oferta e na captação deste segmento de mercado”, salientou João Bettencourt, que falava no I Fórum Empreendedorismo em Turismo Acessível.

O Diretor Regional frisou que, só em 2012, os fluxos turísticos correspondentes a este segmento na União Europeia totalizaram cerca de 783 milhões de viagens no interior da UE, prevendo-se que atinja os 862 milhões em 2020.

Entre os países da UE, o Reino Unido, a França, a Alemanha, a Itália e a Espanha são os que têm um maior número de pessoas com necessidades de acesso, sendo também os principais emissores de fluxos turísticos para a Região.

“A notoriedade que temos vindo a conquistar nestes mercados permite-nos agora ir um pouco mais longe e direcionarmo-nos, dentro desses mercados, onde já estamos bem posicionados, para nichos mais específicos como este”, frisou.

João Bettencourt recordou, no entanto, que “a criação, na Região Autónoma dos Açores, de condições para o acolhimento de turistas com mobilidade reduzida nas infraestruturas e serviços turísticos, desde o alojamento, à animação turística e à restauração, não é de agora”.

“A implementação de boas práticas, tanto ao nível de infraestruturas, equipamentos, produtos e serviços turísticos tem sido legalmente salvaguardada desde há muito no arquipélago para tornar o turismo cada vez mais acessível a todos, sem discriminar idades, capacidades ou incapacidades, e inclusive, recursos económicos”, afirmou.

O Diretor Regional destacou o percurso efetuado pelo setor do turismo nos últimos anos nos Açores, que tem apostado nos recursos naturais para se demarcar dos seus concorrentes, juntando esforços entre a Região e os empresários para oferecer as melhores experiências aos turistas, procurando-se assim promover, cada vez mais, uma oferta fortemente qualificada e diferenciadora, totalmente integrada na matriz do Destino de Natureza e capaz de gerar e agregar valor.

“No entanto, não podemos nunca esquecer que o ritmo acelerado da dinâmica turística exige de nós, entidades públicas e privadas, a capacidade de nos adaptarmos às mudanças com que somos permanentemente confrontados e de as encarar como desafios a superar, sob pena de perdermos competitividade”, salientou o Diretor Regional, destacando ainda a necessidade do empenho de todos em construir um destino capaz de evoluir e acompanhar as tendências internacionais e ir, por exemplo, ao encontro de uma procura com níveis de exigência muito especiais.

“Apesar de jovens, ambicionamos ser um destino diferente e diferenciador, mas que tenha, sobretudo, a capacidade de dar resposta aos anseios de quem quer viver experiências únicas e umas férias diferentes, em respeito absoluto pelas diferenças de quem as usufrui”, afirmou João Bettencourt.

“Promover e garantir oportunidades iguais para todos, independentemente das suas limitações e vulnerabilidades, tem sido desde há muito e continuará a ser uma prioridade para o turismo açoriano”, assegurou o Diretor Regional.

GaCS/RL Açores

Fotografia: © Direitos Reservados

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top