Home / Politica / Proposta do CDS-PP no sentido de transferir SATA Internacional para a Terceira chumbada
Proposta do CDS-PP no sentido de transferir SATA Internacional para a Terceira chumbada

Proposta do CDS-PP no sentido de transferir SATA Internacional para a Terceira chumbada

A proposta do Grupo Parlamentar do CDS-PP Açores que recomendava ao Governo Regional que, na qualidade de único acionista, desenvolvesse as diligências de sua competência “no sentido da SATA Internacional transferir a sua base operacional para a Ilha Terceira”, até como medida mitigadora do processo de desmilitarização da base das Lajes, foi chumbado com os votos contra de PS, PSD, PCP e BE.

Esta terça-feira, no arranque dos trabalhos do plenário de Maio do Parlamento dos Açores, a iniciativa parlamentar da bancada liderada por Artur Lima foi rejeitada “por falsos argumentos” no entender do CDS-PP.

Artur Lima justificou a apresentação da Resolução com “a necessidade de criar emprego qualificado na ilha Terceira”, com a importância de “reivindicar com insistência um aumento da componente civil do aeroporto das Lajes” e no âmbito, não só da redução da componente militar da Base, mas também do plano de negócios e reestruturação apresentado pelo Grupo SATA para o período 2015-2020, “onde evidencia uma aposta na reestruturação da companhia com reforço das ligações à diáspora e ao continente”.

Outros dois argumentos apontados pelos democratas-cristãos foram “a liberalização das rotas aéreas entre o Continente e Ponta Delgada e as Lajes, não havendo, até ao momento, manifestação de interesse de qualquer companhia em explorar as rotas para as Lajes”, bem como o facto de o Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira “ter por objetivos propor e promover medidas para o fomento da competitividade logística da ilha Terceira, de onde se destaca o reforço da operação na Base das Lajes da SATA Air Açores e da Azores Airlines, a nova designação da SATA Internacional”.

O Presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP Açores frisou que “a dispensa de meio milhar de trabalhadores das Feusaçores, ligados à atividade aeronáutica, constitui uma oportunidade de recuperação e requalificação para outras funções de âmbito civil, dentro da mesma atividade”, pelo que “a transferência para as Lajes da base operacional da SATA Internacional criaria e/ou manteria centenas de postos de trabalho qualificado”, para além de que permitiria “reforçar as ligações da Ilha Terceira ao Porto e reativar as ligações com a nossa diáspora, nomeadamente com Oakland”.

Apesar dos argumentos aduzidos, com exceção do PPM, todos os demais partidos com assento parlamentar votaram contra, tendo Artur Lima realçado que os argumentos do Governo não são aceitáveis, porque “são falaciosos”, bem como destacado o voto contra do PSD pelo simples facto de “não aceitar ingerências na administração da empresa”.

GI CDS-PP Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top