Home / Politica / “Proposta do Governo dos Açores permitirá atrair mais investimentos de aquacultura para a Região”, destacou José Ávila
“Proposta do Governo dos Açores permitirá atrair mais investimentos de aquacultura para a Região”, destacou José Ávila

“Proposta do Governo dos Açores permitirá atrair mais investimentos de aquacultura para a Região”, destacou José Ávila

O deputado socialista, José Ávila, defendeu esta terça-feira a importância de apoiar a biotecnologia marinha e a aquacultura de forma a criar melhores condições às empresas que operam nessas áreas, na nossa Região.

José Ávila falava durante um debate na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores onde foi aprovada uma alteração do enquadramento dos apoios a atividades da biotecnologia marinha e aquacultura na Região, por proposta do Governo dos Açores.

“Na prática, os privados terão acesso a apoios em investimentos a partir dos 200 mil euros, quando no passado necessitariam de investir 2 milhões de euros”, explicou o socialista.

“Estas atividades inovadoras podem contribuir para a conquista de novos nichos de mercado, criação de emprego, nomeadamente o emprego altamente qualificado, aumentar a produção regional e trazer valor acrescentado para os Açores, aproveitando o conhecimento de excelência adquirido pelo Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores ao longo dos últimos anos”, lembrou o parlamentar socialista.

Para o deputado socialista, “com o aumento do conhecimento e com a evolução tecnológica foi possível concluir que os recursos são, de facto, finitos e que a biotecnologia marinha pode ser, por sua vez, uma boa oportunidade para desenvolver a economia dos Açores”.

Neste sentido, deu como exemplos casos de estudo que têm sido desenvolvidos pela Universidade dos Açores, com apoio do Governo dos Açores, em projetos de aquacultura “com resultados animadores nas cracas, lapas, lapa burra, ameijoas e polvos”.

“Como se vê, os estudos tem incidido em espécies nativas, como recomenda o bom senso. E neste momento, é importante não esquecer que está em curso o mapeamento dos locais com potencial para a instalação de unidades de produção”, explicou o deputado.

“A biotecnologia marinha, área que começa agora a ter alguma expressão, é considerada como o grande desafio do século XXI. A Região Autónoma dos Açores, como detentora da maior ZEE da Europa, possui todas as condições para ser um polo da biotecnologia marinha do Atlântico Norte e do mar profundo”, afirmou José Ávila.

GI PS Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top