PS Açores assinala Dia do Estudante com a Associação Académica da Universidade dos Açores

O Grupo Parlamentar do PS Açores visitou hoje a Associação Académica da Universidade dos Açores no âmbito do Dia do Estudante.

À saída da reunião, o Presidente do Grupo Parlamentar do PS Açores, Berto Messias realçou a importância da qualificação e o Ensino Superior para o futuro da Região. Segundo Messias “entendemos ser pertinente assinalar o Dia do Estudante reunindo com os representantes dos estudantes da Universidade dos Açores, mas infelizmente hoje temos mais motivos para estar preocupados do que para comemorar este dia. Infelizmente, a austeridade nacional tem provocado imensas dificuldades às famílias o que tem reflexos nas desistências ou interrupções da frequência do ensino superior, por parte de muitos jovens portugueses e, também, açorianos”.

Berto Messias constatou que “quando um país deixa que muitos jovens com capacidade intelectual e vontade de frequentar o ensino superior abandonem este grau de ensino por dificuldades financeiras, é um sinal claro de que o sistema não funciona e está completamente desvirtuado”.

“Apesar disso, temos de continuar a valorizar a importância da qualificação e do ensino superior para o futuro dos Açores. A Região tem hoje o grande desafio de conseguir que os jovens que estudam aqui e no exterior regressem para os Açores, aqui se fixem e aqui contribuam para o nosso desenvolvimento. Nesse âmbito, parece-nos pertinente que o Observatório de Juventude realize uma análise sobre o universo atual dos estudantes açorianos do ensino superior. Onde estão, o que estudam, quais as áreas em que pretendem vir a trabalhar e se pretendem ou não voltar para os Açores”, referiu Berto Messias.

Segundo o dirigente socialista, “isso será um instrumento muito importante para a planificação de médio prazo da nossa Região, permitindo-nos um conhecimento relevante sobre o percurso e intenções de futuro dos jovens estudantes açorianos”.

Segundo o Líder Parlamentar no Parlamento Açoriano, “não é um cliché afirmar que a nossa maior riqueza são as pessoas e temos de continuar a trabalhar para promover o regresso e a fixação dos jovens açorianos qualificados. Nesse âmbito é inquestionável o esforço que o Governo dos Açores tem feito de apoio à Universidade dos Açores e no apoio às famílias.

“Recordo a esse propósito a recente criação do programa de apoio ao pagamento de propinas a famílias carenciadas. A ação social deste grau de ensino é responsabilidade do Governo da República mas, apesar disso, o Governo dos Açores entende amenizar os impactos da austeridade nacional e da desresponsabilização do Estado no apoio às famílias”, frisou Berto Messias

RL/PS-A

Deixe uma resposta