PSD Açores defende descida urgente dos impostos na Região

O PSD/Açores vai apresentar no parlamento regional uma proposta para que se possa concretizar a descida imediata dos impostos nos Açores através da reposição do diferencial fiscal nos mesmos termos em que este vigorou até às incidências do acordo assinado entre a Troika e o governo socialista de José Sócrates.

O anúncio dos sociais democratas açorianos foi feito pelo presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas esta quinta-feira, em Vila do Porto, no encerramento das jornadas parlamentares do partido, que se realizaram durante dois dias em Santa Maria, pelo presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas.

O líder dos sociais democratas açorianos, em declarações à comunicação social, afirmou que as jornadas realizadas em Santa Maria permitiram “constatar as grandes dificuldades que se estão a registar ao nível económico e social em flagrante contraste com o discurso do governo regional”.

De facto, acrescentou, “a crise no sector dos lacticínios e das Pescas e as dificuldades em que se encontram muitas pequenas empresas regionais exigem respostas”.

“Os Açores são a Região do país onde o desemprego é mais elevado e onde o risco de pobreza da população é maior” disse Duarte Freitas que considera que “a descida dos impostos na nossa Região é, por isso, fundamental para as famílias e para as empresas dos Açores por se tratar de uma das mais importantes e urgentes medidas de dinamização da nossa economia que pode ser tomada neste momento”.

Nesse sentido, acrescentou, “o PSD/Açores lamenta que até ao momento o governo regional pouco tenha feito para concretizar essa descida dos impostos das famílias e das empresas açorianas. A possibilidade de diminuir os impostos dos açorianos existe desde o início deste ano e não há qualquer motivo para que ela não entre em vigor o mais depressa possível”.

“Neste momento, o governo regional está a guardar para si dinheiro que é dos açorianos”, disse. “Ou seja, o governo regional que se queixa da austeridade é o mesmo que impede os açorianos de aumentarem os seus rendimentos através da descida dos impostos”.

“Numa altura em que as famílias e as empresas enfrentam grandes dificuldades e desafios, a demora em proceder à redução dos impostos só contribui para agravar essas dificuldades”, defendeu Duarte Freitas recordando que “os açorianos podiam estar já a pagar impostos mais baixos, podiam estar a beneficiar de uma redução da austeridade e ficar com mais dinheiro para as suas necessidades. Isso só não está a acontecer porque, aparentemente, é do interesse do governo regional adiar o mais possível a entrada em vigor da descida dos impostos”.

“É tempo de menos desculpas e de mais governação. De menos palavras e de mais ação. É tempo de governar e não de disfarçar que se governa”, concluiu.

 GI PSD Açores/RL Açores

 

Deixe uma resposta