PSD/Açores apresenta propostas para ajudar oitenta mil açorianos em dificuldades

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, anunciou hoje que os sociais-democratas açorianos vão apresentar uma dezena de propostas, no âmbito da discussão do Plano e Orçamento para 2015, destinadas a ajudar os açorianos mais pobres, a concretizar uma estratégia de combate às listas de espera cirúrgica e a apoiar instituições como a Universidade ou sectores fundamentais da economia como a Agricultura e as Pescas.

As propostas anunciadas esta quinta-feira pelo líder do PSD/Açores, cujo impacto orçamental é de cerca de 9 milhões de euros, visam a criação de um complemento ao Rendimento Social de Inserção para crianças e jovens em idade escolar, o aumento dos complementos de pensão e abono de família, o reforço da Ação Social Escolar, combate às listas de espera cirúrgica, o apoio à investigação dedicada e à tripolaridade da Universidade dos Açores, a criação de um Centro do Leite e Planeamento Agrícola, a aposta na formação para os profissionais da Pesca e a manutenção da EDA como empresa de capital maioritariamente público.

As iniciativas que o PSD/Açores vai levar ao parlamento surgem depois de um conjunto de reuniões realizadas por Duarte Freitas em todos os concelhos dos Açores com cidadãos e representantes da sociedade civil.

“Ao fim de dois anos deste governo, não são só os indicadores estatísticos que provam que estamos pior, são as pessoas na rua, em cada um dos nossos concelhos que o dizem” referiu Duarte Freitas adiantando que as iniciativas do PSD/Açores no Plano e Orçamento destinam-se precisamente “a responder às necessidades das famílias e das empresas dos Açores”. “A maior preocupação do PSD/Açores é ajudar as vítimas da governação socialista e dar uma nota de esperança para o futuro das famílias e das empresas açorianas”.

Duarte Freitas explicou ainda que as propostas dos sociais-democratas açorianos “fazem parte de um leque mais variado de soluções que temos vindo apresentar para que a economia dos Açores possa ter uma verdadeira retoma e para que se possa acudir ao flagelo social que vivemos”.

Nesse sentido, o presidente do PSD/Açores defendeu ser “urgente devolver rendimentos aos açorianos, ter um governo que gaste menos e decida bem os investimentos que realiza. Um governo que não desbarate milhões, enquanto os açorianos vivem de tostões”.

O presidente do PSD/Açores salientou ainda o trabalho que tem sido desenvolvido pelo partido na procura de soluções para ajudar os Açores e os açorianos: “Defendemos, trabalhamos e connosco os açorianos conseguiram assegurar que vão pagar menos impostos. Baixar o IVA, o IRS e o IRC é uma medida de importância vital para as famílias e para a economia dos Açores”.

“Trabalhamos, defendemos e com os açorianos conseguimos reduzir o preço do custo do transporte de passageiros e carga de forma a permitir a melhoria do turismo e a dinamização da capacidade exportadora das nossas empresas” assegurou.

Duarte Freitas anunciou, também, que os sociais-democratas vão votar contra as propostas do governo regional por entenderem que os documentos do governo “representam apenas mais do mesmo e a repetição de erros do passado”.

“Hoje os açorianos sabem que não podem contar com um governo regional que anuncia mais de setecentos milhões de euros de investimento e onde os parceiros sociais só vislumbram 240 de obra pública. Mas sabem que podem contar com o PSD/Açores” disse Duarte Freitas recordando que “vamos chegar ao 19º Plano e Orçamento socialista e que este, como todos os outros que o precederam, é anunciado como o maior plano de sempre”.

Ou seja, acrescentou, “tendo em conta os resultados, é caso para concluir: se não falta dinheiro, então falta competência ao governo regional”. “Vivemos o paradoxo socialista açoriano na sua essência: hoje os açorianos têm um governo regional que prometeu fazer mais com menos e está a fazer menos com mais”, disse.

“As propostas no âmbito dos transportes, a baixa dos impostos, o pacote social ou agora a discussão orçamental constituem para o PSD/Açores vários  caminhos que pretendem chegar a um mesmo destino: a melhoria das condições de vida de todos os açorianos e o crescimento de todas as ilhas”, concluiu.

PSD Açores/RL Açores

Deixe uma resposta