Politica

PSD/Açores descontente com decisão de António Costa sobre taxas turísticas de Lisboa

O PSD/Açores lamentou, esta terça-feira, a decisão do presidente da câmara de Lisboa e candidato a primeiro-ministro, António Costa, de começar a cobrar as entradas na capital de Portugal por via aérea, “criando assim um novo imposto a todos os açorianos que se deslocam a Lisboa”.

De acordo com os sociais-democratas, “a taxa agora criada significa, por exemplo, que um doente açoriano deslocado em Lisboa passe a pagar ao chegar ao aeroporto e enquanto estiver hospedado. Significa também que um estudante dos Açores pagará para entrar na capital mesmo que se desloque para outra Universidade do país.”

Em comunicado, o PSD/Açores refere ainda que “a nova taxa socialista para entradas e estadias na capital de Portugal significa também que os empresários e os agricultores dos Açores vão passar a pagar quando participarem em feiras de promoção dos seus produtos ou sempre que se desloquem em negócios à capital portuguesa.”

Os sociais-democratas reiteram que um turista residente fora da área metropolitana de Lisboa que se desloque aos Açores em férias passará a pagar uma taxa para poder regressar a casa.

“Aliás, esta medida absurda significa, por exemplo, que o próprio presidente e membros do governo regional paguem taxas de entrada e de dormida sempre que se desloquem à capital de Portugal em representação da Região”, frisa o comunicado do PSD/Açores.

O PSD/Açores diz discordar totalmente da aplicação destas taxas aos açorianos que se deslocam a Lisboa e lamenta que a especificidade da Região tenha sido esquecida pelo candidato socialista a primeiro-ministro.

 O comunicado dos sociais-democratas dá conta de que “o PSD/Açores vai, por isso, recorrer de todos os meios políticos e legais que dispõe para impedir que essa taxa seja aplicada aos açorianos”.

PSD Açores/RL Açores

Comment here