Home / Destaque / Queijo de São Jorge pode chegar ao Japão com proteção da marca (c/áudio)
Queijo de São Jorge pode chegar ao Japão com proteção da marca (c/áudio)

Queijo de São Jorge pode chegar ao Japão com proteção da marca (c/áudio)

O queijo de São Jorge está entre os produtos portugueses com indicações geográficas protegidas que beneficiarão do acordo de comércio livre entre a União Europeia e o Japão.

O acordo de princípio, alcançado no início de julho, prevê que o Japão aceite as regras da União Europeia para os produtos IGP, impedindo que sejam falsificados ou que o nome seja utilizado em produtos locais.

A União de Cooperativas, em São Jorge, está bastante expectante com esta ideia, adiantando que falta apenas encontrar os parceiros certos.

O Japão pode muito bem ser o próximo destino do queijo de São Jorge. Uma ideia que agrada à Uniqueijo especialmente pela proteção que será dada à marca.

António Azevedo, gestor da Lactaçores em São Jorge que acredita que a exportação para o Japão trará benefícios certos para este tão afamado produto, faltando agora apenas encontrar o parceiro certo.

Já no que respeita ao CETA, o acordo Económico e Comercial Global entre a União Europeia  e o Canadá, e que se prevê que beneficie igualmente o queijo de São Jorge, está mais atrasado, segundo António Azevedo.

Esta semana a Uniqueijo obteve a certificação do Instituto Halál, sendo que a partir de agora o queijo de São Jorge já pode ser consumido por muçulmanos, abrindo assim a hipótese de entrada em novos mercado.

Atualmente o queijo de São Jorge chega a vários países da Europa com maior incidência na Polónia, ao mercado tradicional dos Estados Unidos e do Canadá, chegando ainda a Moçambique, Angola ou Cabo Verde.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top