Home / Destaque / “Questão dos transportes contínua a revelar-se como um dos problemas centrais” de S.Jorge, considera Aníbal Pires (c/áudio)
“Questão dos transportes contínua a revelar-se como um dos problemas centrais” de S.Jorge, considera Aníbal Pires (c/áudio)

“Questão dos transportes contínua a revelar-se como um dos problemas centrais” de S.Jorge, considera Aníbal Pires (c/áudio)

Terminou esta quinta-feira a visita do deputado do PCP à ilha de São Jorge. Num balanço final desta visita Aníbal Pires levantou alguns dos problemas que afetam ou continuam a afetar a ilha de São Jorge.

Aníbal Pires que reuniu com várias instituições da ilha, apontou a questão dos transportes como um dos problemas centrais de São Jorge aos mais variados níveis.

“Aos conhecidos custos do transporte marítimo de mercadorias, somam-se as dificuldades do transporte aéreo. A escassez de oferta de lugares e capacidade de carga nos voos de e para a ilha de São Jorge, decorrente do não ajustamento da oferta à procura e da ausência de uma gestão operacional da SATA Air Açores que atenda às necessidades: aos jorgenses que precisam e têm o direito a viajar, ao sector turístico e ao escoamento do pescado local, desvalorizando o seu produto, entre outros ramos da economia jorgense”, afirmou o deputado comunista.

De acordo com as palavras de Aníbal Pires, “é urgente minorar esta situação, alterando a planificação dos meios da transportadora aérea pública, de modo a ampliar a oferta de lugares e carga para esta ilha”.

O deputado regional realçou ainda as enormes preocupações que se prendem com o setor da pesca na ilha de São Jorge, considerando que devem ser “apoiadas e valorizadas as iniciativas que visam o escoamento local do pescado”.

“Em relação ao sector da pesca, levantam-se enormes preocupações relacionadas com a redução das quotas de goraz e inexistência de alternativas em relação às receitas geradas por este recurso, bem como ausência de quota para atum rabilho para o Arquipélago, que foram impostas pela União Europeia sem fundamentação científica suficiente”, realçou.

Outras dos problemas levantados por Aníbal Pires está relacionado com o desenvolvimento turístico, a proteção ambiental e o património das fajãs de São Jorge, que para o comunista devem “tornar-se uma componente estratégica da economia da ilha”, lamentando, por isso, “a demora no início do processo de discussão pública, elaboração e aprovação do Plano Estratégico de Desenvolvimento das Fajãs de São Jorge”.

Aníbal Pires reuniu durante os três dias de visita à ilha de São Jorge com as Câmaras Municipais de Velas e Calheta, com a Associação de Agricultores de São Jorge e com a Associação de Pescadores, com a Direção do Instituto de Santa Catarina e ainda com a Direção do Judo Clube São Jorge.

No que diz respeito à reunião mantida com a Direção do Instituto de Santa Catarina, o deputado do PCP Açores lamentou a demora na abertura do Centro de Noite da Urzelina daquela instituição, admitindo mesmo que o PCP irá questionar o Governo Regional sobre esse facto.

“O PCP assinala ainda a demora na abertura do Centro de Noite da Urzelina, do Instituto de Santa Catarina, que ainda não foi autorizada pela Secretaria Regional da Solidariedade, uma demora que faz com que o investimento na ordem do meio milhão de Euros esteja desaproveitado, enquanto que os jorgenses que necessitam desta valência continuam sem resposta. O PCP irá questionar o Governo Regional sobre esta matéria.”

O deputado do PCP Açores criticou ainda no final da visita a São Jorge as políticas regionais que não têm conseguido “travar o processo de perda da população da ilha”, um fenómeno, que na opinião do parlamentar, “se acentua e que coloca já sérios problemas na atualidade e profundas preocupações em relação ao futuro desta ilha”.

GI PCP Açores/LA/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top