“Reforma da Autonomia deve ser transparente e convocar diversas sensibilidades”, defendeu Vasco Cordeiro

 

O Presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, defendeu esta terça-feira que a reforma da Autonomia, lançada pelo PS, deve ser “transparente e convocar diversas sensibilidades, porque só assim é que sairemos mais fortes de um processo que conta já com 40 anos”.

Vasco Cordeiro falava em Ponta Delgada, à saída de um conjunto de reuniões, onde escutou os contributos de antigos dirigentes do Partido Democrático dos Açores e da Associação Cívica dos Açores.

O líder dos socialistas Açorianos considerou que estas reuniões decorreram de forma “muito útil”, destacando que estas entidades “tiveram contributos interessantes, do ponto de vista da própria gestão dos trabalhos e da relação que se deve estabelecer com outras entidades”.

Vasco Cordeiro lembrou que, para o PS, este processo “não deve estar reservado apenas a dois partidos ou mesmo só a partidos políticos, mas deve também colher outras sensibilidades”.

Nesse sentido, o Presidente do PS/Açores realçou que o Grupo Parlamentar do PS vai lançar em breve um “ciclo de auscultação pública, realizando debates e conferências em todas as ilhas, exatamente para alargar este processo à sociedade civil”.

“O PS entende que este é um debate que deve ser feito, convocando as diversas visões que existem sobre o futuro, para melhor vencer os desafios com que o povo Açoriano está confrontado”, frisou o Presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro.

GI PS Açores/RL Açores

Deixe uma resposta