Home / Açores / Rodrigo Oliveira destaca importância de uma “articulação de posições” entre as regiões autónomas dos Açores e da Madeira
Rodrigo Oliveira destaca importância de uma “articulação de posições” entre as regiões autónomas dos Açores e da Madeira

Rodrigo Oliveira destaca importância de uma “articulação de posições” entre as regiões autónomas dos Açores e da Madeira

O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas afirmou hoje, em Ponta Delgada, que o Governo dos Açores “entende ser possível e desejável um reforço da articulação de posições entre as duas Regiões Autónomas nas mais diversas matérias”, tendo em vista “um melhor conhecimento mútuo dos desafios em que estão envolvidas a nível regional, nacional e europeu”.

“Numa União alargada e numa Europa das regiões, faz todo o sentido que os Açores e a Madeira, como regiões autónomas e ultraperiféricas que contribuem para a projeção da Europa e partilham de desafios relacionados com a insularidade e a ultraperificidade, reforcem os esforços e o diálogo entre si”, frisou Rodrigo Oliveira numa conferência de imprensa para apresentação do programa da visita do Presidente do Governo Regional da Madeira aos Açores.

Rodrigo Oliveira salientou que “o Governo dos Açores identificou um conjunto de áreas de interesse comum, nas quais entende que podem ser dados passos concretos com vista ao reforço da cooperação entre as duas regiões e ao estabelecimento de intercâmbios e desenvolvimento de projetos conjuntos”, apontando como exemplos as áreas dos assuntos europeus, das políticas de juventude, da cultura, da proteção civil, das pescas e do ambiente.

“O Governo dos Açores entende que estão criadas as condições concretas para um desejável reforço das relações institucionais entre as duas Regiões Autónomas”, afirmou.

Relativamente à deslocação do Presidente do Governo Regional da Madeira aos Açores, que terá início sábado, 30 de janeiro, Rodrigo Oliveira salientou que se trata de “uma visita histórica, que marcará um novo tempo, cumprindo com os objetivos que o Presidente do Governo dos Açores anunciou no convite endereçado ao Presidente do Governo da Madeira”, nomeadamente “dar um passo significativo no conhecimento mútuo dos desafios comuns, dar visibilidade à relação entre os dois arquipélagos e alargar o relacionamento já existente a novas matérias e domínios setoriais”.

Para além do caráter histórico desta visita, que “certamente marcará um novo ciclo no relacionamento, na proximidade e na amizade entre as duas regiões autónomas”, o Subsecretário Regional da Presidência destacou que os Açores e a Madeira “são duas regiões ultraperiféricas que têm assumido posições de liderança em organizações a nível europeu”, sublinhando que “há, de facto, um conjunto de matérias, estatutos, interesses e desafios que aconselham este relacionamento reforçado”.

A visita do Presidente do Governo da Madeira aos Açores decorrerá nos dias 30 e 31 de janeiro e 1 de fevereiro, nas ilhas de São Miguel, Pico, Faial e Terceira.

Para os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro, o Governo dos Açores preparou um programa que “permitirá salientar áreas setoriais de especial relevância, quer seja na economia e seus diferentes setores, nas energias renováveis, no património cultural e na investigação, não esquecendo a diversidade territorial interna”, anunciou Rodrigo Oliveira.

Nesta visita, acompanham o Presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, durante a totalidade do programa, os secretários regionais do Turismo e Transportes, Vítor Fraga, e da Agricultura e Ambiente, Luís Neto Viveiros, e o Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas, Rodrigo Oliveira, estando ainda prevista a presença de outros membros do Governo dos Açores em função das competências setoriais, nomeadamente na reunião de trabalho entre os dois Executivos e na cerimónia de assinatura da Declaração Conjunta e dos Protocolos de Cooperação.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top