Home / Açores / Rodrigo Oliveira salienta importância do ensino do português para a preservação da cultura açoriana na diáspora
Rodrigo Oliveira salienta importância do ensino do português para a preservação da cultura açoriana na diáspora

Rodrigo Oliveira salienta importância do ensino do português para a preservação da cultura açoriana na diáspora

O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas afirmou em Ponta Delgada, a importância da língua portuguesa para a promoção da cultura e das tradições açorianas nas comunidades emigradas, salientando que esta é uma das prioridades do Governo dos Açores.

“É, claramente, uma prioridade para o Governo dos Açores a promoção da cultura e das tradições açorianas na diáspora, através do incentivo à aprendizagem do português. A língua portuguesa é, sem dúvida nenhuma, o veiculo maior de promoção da nossa cultura”, frisou Rodrigo Oliveira, destacando o trabalho que tem sido desenvolvido nesta área, nomeadamente através da oferta de material didático e de bibliotecas a diversas escolas onde é ensinada a língua portuguesa, mas também promovendo a realização de concursos que servem para motivar os alunos a escreverem em português sobre os Açores.

Rodrigo Oliveira falava no final de um encontro com os alunos de escolas dos EUA e do Canadá que venceram o concurso ‘Açores: Mar de Ilhas, de Gentes e de Tradições, promovido pela Direção Regional das Comunidades, em parceria com o Grupo SATA e a Associação de Professores de Português dos Estados Unidos e do Canadá, com o objetivo de “incentivar o ensino e a aprendizagem do português nestes dois países, como forma de manter uma ligação entre as novas gerações de lusodescendentes e de açordescendentes com as suas raízes”.

“A visita deste grupo de alunos visa precisamente reforçar esses laços através da aprendizagem ‘in loco’ da cultura, das tradições, mas também daquilo que os Açores são hoje”, salientou o Subsecretário Regional, acrescentando que estes jovens, com idades entre 12 e 17 anos, quando regressarem aos seus países levarão “um pouco da nossa cultura e da nossa história”, projetando “esta ligação tão importante entre os Açores e a sua diáspora”.

O grupo de alunos vencedores do concurso é constituído por Nicole Costa, Samuel Rodrigues, Marisol Peixoto, Jessica Pinto, Sara Serrano e Raquel Gonçalves, de escolas da costa leste dos EUA, e Ana Luz Chaves, de Cambridge, no Canadá, que estão acompanhados pelas professoras Melissa Medeiros Costa, Helena Maria Gonçalves e Fátima da Ascensão da Câmara Luz.

Estes jovens iniciaram hoje uma visita ao arquipélago que se prolonga até 27 de julho e inclui também deslocações às ilhas Terceira e Graciosa, num vasto programa cultural, educativo e lúdico que lhes permitirá assimilar a história e a cultura dos Açores, o valor do património arquitetónico e paisagístico, além de apreciar a beleza natural das ilhas.

O concurso destinou-se a alunos das escolas comunitárias portuguesas dos EUA e Canadá e das escolas do ensino oficial norte-americano e canadiano que possuam no seu currículo cursos de língua e cultura portuguesas.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top