Rui Bettencourt destaca colaboração do Governo com diversas entidades para integração dos emigrantes

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas felicitou os dirigentes de associações e outras entidades que trabalham com a diáspora açoriana nos EUA pelo meritório trabalho que desenvolvem, numa carta em que também apela a que aprofundem as iniciativas que realizam junto dos emigrantes, em particular nas questões relativas à legalização.

Rui Bettencourt salienta nesta carta que se trata de iniciativas que o Governo dos Açores “assume como essenciais” e que têm merecido o seu apoio e cooperação, como sejam os cursos de cidadania e de língua inglesa, os gabinetes de apoio às questões de legalização e apoio social ou as sessões de esclarecimento sobre questões jurídicas e administrativas relativamente à permanência em território estrangeiro.

“Temos consciência que a plena integração nas sociedades de acolhimento dos emigrantes açorianos contribui não apenas para a sua valorização e participação ativa nas mesmas, mas também constitui um valor acrescentado no fortalecimento das relações entre a diáspora e a Região Autónoma dos Açores”, refere a carta enviada pelo Secretário Regional a entidades como as Casas dos Açores da Nova Inglaterra e de Hilmar, a Catholic Social Services ou a Ser Jobs, entre outras.

A este propósito, o Diretor Regional das Comunidades esteve presente no final da semana passada, nos Estados Unidos da América, numa cerimónia de juramento da naturalização de emigrantes portugueses de origem açoriana, que decorreu nas instalações do Immigrants’ Assistance Center, em New Bedford.

Paulo Teves, que foi convidado pelo Immigrants’ Assistance Center para estar presente neste importante evento, constatou as diversas iniciativas que esta e outras organizações desenvolvem em prol da diáspora portuguesa, em especial da oriunda da Região Autónoma dos Açores, na procura de soluções estáveis de permanência nos EUA e na busca de respostas às dificuldades que os emigrantes enfrentam.

Nesta cerimónia, os emigrantes adquiriram a cidadania norte-americana depois de terem frequentado os cursos de preparação desenvolvidos pelo Immigrants’ Assistance Center, que conta com o apoio do Governo dos Açores.

O Immigrants’ Assistance Center, fundado por um grupo de portugueses residentes na cidade de New Bedford, no Estado de Massachusetts, tem como missão auxiliar os imigrantes a ultrapassar as barreiras económicas, culturais e linguísticas com que se deparam e a integrarem-se na sociedade norte-americana, sendo reconhecido e acreditado pelo U.S. Citizenship and Immigration Services.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta