Home / Desporto / Rui Silveira, velejador do Clube Naval da Horta, encontra-se em contagem decrescente para Campeonato do Mundo 
Rui Silveira, velejador do Clube Naval da Horta, encontra-se em contagem decrescente para Campeonato do Mundo 

Rui Silveira, velejador do Clube Naval da Horta, encontra-se em contagem decrescente para Campeonato do Mundo 

Terminou esta segunda-feira, em Espanha, o 2º Estágio do atleta Rui Silveira, que decorreu de 3 a 25 do corrente em Santander. O velejador do Clube Naval da Horta já se encontra totalmente recuperado da lesão sofrida no ombro, afirmando-se “motivado e preparado” para o Mundial, que arranca dia 12 de Setembro, em Santander.

O atleta do Clube Naval da Horta, (CNH) Rui Silveira, encontra-se em contagem decrescente para o Campeonato do Mundo das Classes Olímpicas, que começará no dia 12 de Setembro em Santander, no Norte de Espanha.

O velejador faialense realizou dois Estágios nesta localidade espanhola: o 1º durante o mês de Julho (de 2 a 20) e o 2º agora em Agosto (de 3 a 25) com o objectivo de se preparar para conseguir apurar Portugal para os Jogos Olímpicos do Brasil, em 2016. A propósito deste 2º Estágio, Rui Silveira sublinha que “correu melhor do que o primeiro”, tendo contribuído grandemente para isso o facto de já se encontrar completamente recuperado da lesão contraída num ombro, em Julho, na Croácia.

“Sinto-me preparado para o Mundial e essa preparação verifica-se tanto a nível físico, como mental e até mesmo em termos de à vontade no barco”.

De regresso a Portugal com o seu Treinador – Gonçalo Carvalho – o velejador do CNH da Classe Laser continua com os treinos, desta feita em ginásio, onde ficará até ao dia 2 do próximo mês. No dia 3 voltará a Santander para mais trabalhos de preparação com vista à participação no apuramento de 50% dos países que irão estar representados nos Jogos Olímpicos. O 1º dia de regatas será a 12 de Setembro, num total de 5 dias de prova. Terminada esta dura e decisiva etapa, o atleta entrará num merecido período de férias.

Rui Silveira está consciente da responsabilidade que representa apurar Portugal para os Jogos Olímpicos de 2016, mas após este percurso não tem dúvidas em afirmar que se sente “preparado, motivado e bem trabalhado”.

GICNH/RL Açores

 

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top