Santa Catarina obtém Certificação relacionada com Gestão de Segurança de Alimentos através da SGS

A SGS – líder mundial em inspeção, verificação, testes, formação e certificação – acaba de atribuir a certificação FSSC 22000 (Sistema de Gestão de Segurança de Alimentos) à Santa Catarina – Indústria Conserveira, S.A., empresa que, deste modo, evidencia o seu compromisso em assegurar a qualidade, legalidade e segurança alimentar das conservas de atum que fabrica e comercializa.

Ao certificar-se pela norma FSSC 2200, através da SGS, uma entidade independente e devidamente acreditada, a Santa Catarina capacita-se, ao nível da qualidade e segurança alimentar, a estar presente no mercado alimentar à escala mundial, satisfazendo os mais altos padrões de exigência dos clientes para os quais a qualidade é um requisito inquestionável.

Maria João Brissos, Diretora Comercial e de Marketing, e coordenadora interna da implementação do referencial FSSC 22000 em Santa Catarina, explica a importância da obtenção desta certificação: «É um selo de qualidade e credibilidade internacional que é fundamental para qualquer empresa do segmento em que operamos. É o melhor cartão-de-visita para chegarmos até novos clientes e um conforto indiscutível para os que já nos confiam a sua preferência. Este desenlace tão rápido só foi possível por termos recorrido a um parceiro experiente e reconhecido nesta área, como é o caso da SGS, que acabou por nos facilitar bastante o processo».

A SGS é líder mundial em inspeção, verificação, análises e certificação. Presente em 140 países, a SGS opera em mais de 1.800 escritórios e laboratórios, contando com mais de 85.000 colaboradores em todo o mundo.

Fundada em França, em 1878, pelo lituano Henri Goldstück, a SGS está sedeada na Suíça. Em Portugal desde 1922, hoje tem total cobertura nacional através de 8 escritórios, que incluem Açores e Madeira.

GI AE Media Consulting/RL Açores

Deixe uma resposta