Secretário Regional da Saúde reafirma vantagens dos equipamentos ‘point-of-care’ (c/audio)

O Secretário Regional da Saúde afirmou esta quinta-feira, em São Jorge, que existem fundamentos técnicos para manter em funcionamento os equipamentos ‘point-of-care’, sublinhando a conveniência de se manter a sua utilização em paralelo com as análises tradicionais, “até que os médicos confirmem a sua validade em termos de fiabilidade”.

Luís Cabral, que falava no final de uma reunião com o Conselho de Ilha de São Jorge, afirmou que “as duas modalidades deviam coexistir durante algum tempo, para que os médicos possam ganhar alguma familiaridade com os novos equipamentos e confirmem a sua fiabilidade”.

“Alguns médicos já fizeram testes duplos nos dois sistemas e confirmaram que os resultados são fiáveis”, salientou.

Na sequência de dúvidas levantadas no encontro de hoje ficou decidido efetuar uma reunião com os médicos para se esclarecerem as questões numa perspetiva técnica, realizando-se posteriormente uma nova reunião com o Conselho de Ilha para apresentar os resultados.

Na reunião de hoje foi também abordado a novo modelo de evacuações aéreas, que passa a ser decidido pelo médico regulador que se encontra no Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros.

O Secretário Regional da Saúde salientou que se trata de um modelo em todo o mundo com grandes vantagens, “uma vez que passa a decisão da evacuação para um médico com formação específica nesta área e que resolve em função da melhor resposta para o utente”.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta