Home / Destaque / Segundo dia de buscas pelo jovem desaparecido no mar, em São Jorge, sem resultados
Segundo dia de buscas pelo jovem desaparecido no mar, em São Jorge, sem resultados

Segundo dia de buscas pelo jovem desaparecido no mar, em São Jorge, sem resultados

 

As buscas pelo jovem de 34 anos que está desaparecido no mar desde segunda-feira foram suspensas há pouco, tendo em conta o avançar da hora e o cair da luz do dia, impossibilitando, assim, a continuação das buscas.

De acordo com o Capitão do Porto da Horta, Rafael da Silva, com quem a RL Açores contactou há pouco, ao longo do dia de hoje foi alargado o perímetro de buscas sempre junto à costa sul de São Jorge, tanto no sentido da Calheta como no sentido das Velas.

Rafael da Silva fez saber que as buscas serão retomadas amanhã cedo, mantendo-se o mesmo dispositivo no terreno, com a presença dos Bombeiros Voluntários das Velas e de agentes da Polícia Marítima nas buscas por terra, junto à linha de água, mantendo-se no mar a equipa de mergulhadores do Navio Patrulha Oceânico e a equipa de mergulhadores forenses da Polícia Marítima que se juntaram neste segundo dia de buscas às operações.

Recorde-se que o jovem, natural da freguesia da Urzelina, no concelho das Velas, está desaparecido desde segunda-feira, tendo o alerta sido dado às 17h45 desse dia quando o jovem não regressou a terra depois de ter ido mergulhar para praticar caça submarina pela manhã junto à Fajã das Almas.

No primeiro dia de buscas, que decorreu esta terça-feira, apenas foram encontrados alguns pertences pessoais do jovem, bem como a arma de caça submarina que se encontrava no mar relativamente perto da boia do mergulhador.

Amanhã as operações de busca, que vão sendo coordenadas pela Autoridade Marítima, seguem já para o terceiro dia consecutivo, sendo que ainda ontem ao final do dia o Capitão do Porto da Horta alertou para a necessidade de ser objetivo num caso destes, tendo em conta o temo que já passou desde que o jovem desapareceu, mas garantindo que neste trabalho a esperança mantém-se sempre.

Rafael da Silva voltou ainda a alertar para a importância de que, mesmo que não sendo obrigatório, quem vai praticar mergulho de apneia o faça sempre acompanhado.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top