Ultimas
Home / Açores / Sérgio Ávila destaca importância do ensino profissional para o sucesso coletivo dos Açorianos 
Sérgio Ávila destaca importância do ensino profissional para o sucesso coletivo dos Açorianos 

Sérgio Ávila destaca importância do ensino profissional para o sucesso coletivo dos Açorianos 

O Vice-Presidente do Governo destacou hoje, em Angra do Heroísmo, a importância do “ensino profissional e da qualificação” dos Açorianos, considerando-os “fundamentais para o sucesso coletivo.”

Sérgio Ávila, que falava na cerimónia de entrega de diplomas a formandos da Escola Profissional da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, frisou ser por essa razão que o Governo dos Açores aposta decisivamente na formação.

“Só nos últimos três anos foram abertos pelas nossas escolas 1.040 cursos de formação profissional, que permitiram a formação de 14.268 Açorianos”, revelou o Vice-Presidente, sublinhando que o investimento público necessário foi superior a 70 milhões de euros.

Na sua intervenção, precisou que, no mesmo período, foram abertos 259 cursos de longa duração, envolvendo mais de cinco mil formandos e configurando uma mudança de paradigma na formação profissional, já que a aposta maior passou a ser a de ir além da formação inicial como complemento da formação académica.

O objetivo, segundo disse Sérgio Ávila, foi o de, através, por exemplo, do programa Reativar, “proporcionar maior qualificação a pessoas que já estavam no mercado de trabalho e que, em determinado momento, ficaram sem emprego.”

“Os resultados desta formação estão aferidos, porque, mesmo no ano mais difícil, que foi o de 2013, assegurou-se a colocação de 70 por cento dos formandos”, afirmou Sérgio Ávila, sublinhando que “em 2015 esse valor subiu para mais de 80 por cento.”

Realçando o papel, nesse processo, da Escola Profissional da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, que ministrou mais de um milhão de horas de formação a quase 600 formandos, o Vice-Presidente aludiu ao curso de calceteiro, uma novidade numa área de atividade que apresenta carência de profissionais.

Sérgio Ávila referiu-se ainda, na sua intervenção, “ao vasto, abrangente e intenso” conjunto de apoios à empregabilidade pós-formação para revelar que, por consequência, “temos nos Açores, segundo dados de dezembro, o número mais baixo de desempregados inscritos nos centros de emprego dos últimos 38 meses.”

“Só neste momento estão a fazer estágios L e T, após a conclusão de formação profissional ou de licenciatura, 1.713 formandos, dos quais 664 entraram em janeiro”, frisou, adiantando que, ao abrigo do programa de apoio à inserção dos estagiários no mercado de trabalho, o PIIE, foram contratados pelas empresas 1.072 estagiários, a que acrescem outros 1.995 ao abrigo do Integra, programa que também apoia as empresas na contratação de estagiários.

“Este esforço que é feito vai muito para além da formação profissional”, realçou Sérgio Ávila, para quem o Governo dos Açores procura sempre “contribuir ativamente para que as pessoas tenham uma solução profissional”.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top