Situação da Escola Profissional debatida novamente na Assembleia Municipal das Velas

Na última sessão da assembleia municipal foi novamente discutida a situação atual da escola profissional de São Jorge e o deputado municipal do PSD, António Azevedo, pediu esclarecimentos, em nome do grupo municipal do PSD, ao executivo sobre vários assuntos relacionados com a escola.

“A Escola Profissional de São Jorge é, sem qualquer dúvida, uma instituição de carácter vital no desenvolvimento deste concelho e da própria ilha”, afirmou António Azevedo.

O deputado municipal do PSD questionou o executivo acerca da “reestruturação e consolidação da escola profissional”, acerca do “valor do passivo e encargos mensais” da escola aquando da tomada de posse do executivo e atualmente.

O requerimento apresentado pelo grupo municipal do PSD manifestava ainda a intenção de tentar perceber se tinham sido estabelecidos ou não “contactos com entidades governamentais sobre a situação da escola” e ainda sobre a contratação de um profissional da área financeira e sobre o trabalho desenvolvido.

Em resposta a estas questões levantadas pelo grupo municipal do PSD, o presidente do município, fez saber que “a reestruturação da escola profissional está a ser elaborada”.

Luís Silveira afirmou que “o conselho executivo decidiu criar uma comissão que vai fazer o trabalho de reestruturação da escola.”

Segundo o autarca essa comissão será constituída pelo Presidente do Conselho Executivo da ADISJ, pela Diretora Financeira e pela Diretora Pedagógica e será ainda “nomeado ou eleito um docente entre os docentes da escola e um outro colaborador em representação de todos os outros funcionários não docentes.”

Luís Silveira assegurou que o objetivo da criação desta comissão plural é que “a reestruturação da escola seja feita com todos e que todos participem”, dizendo que a mesma se prende com diversos parâmetros que serão discutidos por esta comissão.

“Em relação às conversações com o Governo dos Açores, têm ocorrido diversas conversações entre mim e o senhor Presidente do Governo regional dos Açores e entre o senhor Vice-Presidente”, frisou Luís Silveira.

O presidente do Município adiantou ainda que “o Governo Regional dos Açores está empenhado em ajudar a resolver a situação da escola e, inclusive, muito em breve será realizado um protocolo com a escola que virá permitir resolver algumas das situações mais urgentes em termos financeiros”, não resolvendo “de todo nem de perto aquilo que é necessário resolver”, mas já ajuda a solucionar uma parte, explicou Luís Silveira.

O presidente do município acrescentou ainda que a reestruturação da escola irá passar pela diminuição da despesa efectiva da escola, sendo que de momento “a escola tem uma despesa muito superior à sua receita”.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta