Sofia Ribeiro garante defesa das ilhas mais pequenas no Parlamento Europeu

A candidata indicada pelos Açores na coligação Aliança Portugal, Sofia Ribeiro, comprometeu-se hoje a defender no Parlamento Europeu apoios específicos para as ilhas mais pequenas do arquipélago, alegando que possuem “potencial que ainda pode ser explorado”.

“A Europa, que é da coesão, tem que ter em atenção estes casos particulares e precisa de apoiar especificamente locais como a ilha Graciosa, que têm potencial que ainda pode ser trabalhado e explorado”, afirmou Sofia Ribeiro, no final de uma visita às Termas do Carapacho, na ilha Graciosa.

No primeiro dia de campanha para as eleições de 25 de maio, a candidata açoriana da coligação PSD/CDS-PP salientou que a ilha Graciosa “foi meticulosamente escolhida para o arranque oficial da campanha” por ser “uma ilha da coesão”, salientando que esta é uma questão “muito cara” à Aliança Portugal.

“A Graciosa é uma ilha da coesão, em que se evidencia que existe uma ultraperiferia dentro da ultraperiferia. Esta é uma questão muito cara à coligação PSD/CDS-PP e que será constante no trabalho dos eurodeputados da Aliança Portugal”, frisou.

Sofia Ribeiro referiu que é essencial “continuar a defender não só o estatuto das regiões ultraperiféricas, mas também o próprio conceito de ultraperiferia tal como está”, de forma que “os Açores continuem a ter condições de especificidade”.

A Candidata pela Coligação Aliança Portugal irá visitar a ilha de São Jorge nos dias 14 e 15 de maio, onde irá reunir com as Associações ligadas à agricultura e pescas, as cooperativas de queijo. Deste programa consta também uma visita à Indústria Conserveira de Santa Catarina e à Escola Profissional da Ilha de São Jorge.

Aliança Portugal/RL Açores

Deixe uma resposta