Ultimas
Home / Açores / Sucesso do microcrédito comprova que existem ideias e espírito empreendedor nos Açores, afirma Sérgio Ávila
Sucesso do microcrédito comprova que existem ideias e espírito empreendedor nos Açores, afirma Sérgio Ávila

Sucesso do microcrédito comprova que existem ideias e espírito empreendedor nos Açores, afirma Sérgio Ávila

O Vice-Presidente do Governo destacou hoje, em Ponta Delgada, o sucesso obtido pelo Regime de Apoio ao Microcrédito Bancário nos Açores, que se traduziu em empréstimos bancários num total superior a um milhão de euros para a criação de pequenas empresas e consequente geração de novos postos de trabalho.

Sérgio Ávila, que falava na sessão de abertura do seminário ’10 Anos de Microcrédito na Região Açores’, salientou que esta medida, implementada “em estreita cooperação” do Governo Regional com as empresas, as instituições financeiras e restantes parceiros sociais, insere-se numa “ambiciosa política de estímulo ao investimento privado” que o Executivo tem desenvolvido.

“Temo-lo feito não só através de um adequado conjunto de incentivos, mas também pela criação de medidas concretas e estruturantes de apoio à iniciativa privada, que tiveram importantes repercussões ao nível da minimização dos efeitos da conjuntura externa dos últimos anos e, estou certo, são importantes ferramentas do desenvolvimento económico da Região”, disse.

Para o Vice-Presidente, os resultados têm sido positivos, como demonstra o crescimento de quatro por cento do Índice de Atividade Económica verificado em cada um últimos quatro meses, prosseguindo “um caminho de recuperação já registado em 2015 e cujos valores foram superiores aos homólogos dos dois anos anteriores”.

Na sua intervenção, Sérgio Ávila salientou que a Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial permitiu que fossem “diretamente beneficiadas 35.717 pessoas, apoiadas 2.909 empresas, geradas 362 novas empresas e criados 4.516 novos empregos na Região”, reafirmando que também cabe ao Regime de Apoio ao Microcrédito Bancário um papel importante na criação de emprego.

Sérgio Ávila aludiu às melhorias introduzidas neste regime, designadamente o aumento de 25 para 75 por cento da garantia prestada aos empréstimos concedidos pelos bancos, para referir que isso “permitiu um acréscimo de candidaturas aprovadas pelas instituições bancárias”.

“Posso até acrescentar que 67 por cento dos projetos foram aprovados, nos últimos quatro anos, também em consequência desta alteração que foi introduzida”, afirmou, salientando que “pequenos negócios geradores de emprego e de riqueza puderam ser concretizados”, bem como apoiadas microempresas já existentes com até três trabalhadores e com um volume de negócios até 250 mil euros.

“Comprova-se que existem ideias e espírito empreendedor nos Açores e que as iniciativas – devidamente acompanhadas e incentivadas, como temos vindo a fazer –, resultam na criação do próprio posto de trabalho dos empreendedores”, frisou.

Sérgio Ávila disse ainda que “o Governo Regional confia nestes instrumentos e em todos os que se encontram em vigor para continuar a promover a afirmação dos Açores no contexto nacional e europeu como uma região onde se trabalha, com vontade e competência, na construção de um futuro que se quer cada vez mais promissor”.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top