“Todos devem contribuir para debate sério e esclarecedor sobre Obrigações de Serviço Público”, defende Berto Messias

“É legítimo que questionem, que coloquem dúvidas, reservas, que sejam a favor, que sejam contra as novas Obrigações de Serviço Público e todas as implicações que isso tem no turismo, na nossa companhia aérea, nos preços das tarifas, nos impactos em cada uma das ilhas; mas é fundamental que todos se empenhem em contribuir para um debate sério e esclarecedor sobre estas questões”, defendeu o Presidente do Grupo Parlamentar do PS/Acores na abertura da conferência Novas Acessibilidades, Novas Oportunidades para os Açores.

Berto Messias explicou que o Grupo Parlamentar do PS começou esta quinta-feira um “ciclo de conferências e debates públicos sobre este assunto, que pretende contribuir para isso mesmo: para a promoção de espaços de debate e de reflexão, que tem como objetivo esclarecer e perceber os cenários que se colocam à nossa frente, tendo em conta as alterações significativas que acontecerão com a liberalização das rotas aéreas, com a entrada de novas companhias, com a chegada das chamadas ‘low cost’ e o que se perspetiva nos impactos económicos destas transformações”.

“Dificilmente uma conferência sobre este assunto poderia ter melhores intervenientes”, disse Berto Messias, referindo-se aos oradores Francisco Vale César (Vice-Presidente do GPPS e Presidente da Comissão de Economia da ALRAA), Francisco Sá Nogueira (especialista na área da aviação/turismo), Luís Parreirão (Presidente do Conselho de Administração do Grupo SATA), Carlos João Pereira (Economista e Presidente do GPPS/Madeira) e Vítor Fraga  (Secretário Regional do Turismo e Transportes).

“Temos grandes desafios pela frente; estamos criar condições para o início de um novo ciclo de desenvolvimento. É certo que as incertezas sobre o futuro são grandes, mas não temos duvidas que apesar das adversidades e de situações muito negativas que têm surgido, as novas obrigações de serviço público marcam um momento de viragem importante que, bem implementadas e bem conduzidas podem ser um contributo determinante para mais crescimento e mais desenvolvimento nos Açores”, finalizou Berto Messias.

GI PS Açores

Deixe uma resposta