Açores

Tornar a sociedade inclusiva para os invisuais é um compromisso do Governo dos Açores, afirma Andreia Cardoso


A Secretária Regional da Solidariedade Social afirmou hoje, em Ponta Delgada, que uma sociedade inclusiva “é a única forma de abordar as necessidades das pessoas invisuais”, considerando que esse objetivo “é, obviamente, um compromisso do Governo dos Açores”.

“Só uma mudança de mentalidades associada à sensibilização e ao trabalho de advocacia dirigido às famílias, às instituições educativas, às outras estruturas sociais e às instituições governamentais tornará possível encontrar soluções exequíveis para os desafios complexos que a comunidade invisual e amblíope enfrenta”, frisou Andreia Cardoso.

A governante, que falava no painel ‘Intervenção: Compromisso Social’, no âmbito do seminário ‘Deficiência Visual – Desafios da Integração’, salientou que a sensibilização para os problemas dos cidadãos invisuais e os seus direitos, bem como a responsabilidade da sociedade e dos governos nesta temática tendo em vista a sua integração são aspetos determinantes para se atingir a inclusão.

Nesse sentido, a Secretária Regional da Solidariedade Social sublinhou o papel das famílias como pilar fundamental da sociedade, acrescentando, no entanto, que “as instituições educativas, um dos braços da intervenção governamental, devem assistir na integração social dos invisuais e estimular o contato direto com o público em geral, podem e devem, e já o fazem, adaptar-se procurando outros recursos”.

A advocacia, segundo Andreia Cardoso, “é a segunda componente mais importante na transição da sociedade para a sociedade inclusiva”, frisando que “as instituições devem defender os direitos dos invisuais ao nível local, nacional e internacional”.

GaCS/RL Açores

Comment here