Home / Açores / Transporte Marítimo de Viaturas no Triângulo só será retomado em março
Transporte Marítimo de Viaturas no Triângulo só será retomado em março

Transporte Marítimo de Viaturas no Triângulo só será retomado em março

Está suspenso o transporte marítimo de viaturas entre as ilhas do triângulo, devido ao acidente com o Navio Mestre Simão que continua encalhado junto ao porto da Madalena do Pico. Os dois cruzeiros que estão a realizar as viagens de momento não têm capacidade para transportar carros e o ferry Gilberto Mariano, que está em manutenção em Aveiro, só deverá regressar no início de março.

A notícia é avançada pela rádio pública regional, que dá conta precisamente de que uma das melhorias que os novos navios da Atlânticoline vieram trazer às ilhas do triângulo foi a possibilidade de transporte de viaturas entre São Jorge, Pico e Faial durante todo o ano, tanto de particulares como de empresas. Uma medida que veio potenciar uma maior mobilidade entre as ilhas do triângulo e que foi rapidamente aproveitada pela população. A rádio pública avança mesmo com um exemplo concreto, só em 2017 foram transportados nos ferries Mestre Simão e Gilberto Mariano quase 20 mil viaturas.

No entanto, o acidente com o Mestre Simão, ocorrido no passado sábado, que coincidiu com a paragem para manutenção do Gilberto Mariano obrigou a Atlânticoline a suspender o transporte de viaturas.

Carlos Faias, presidente do conselho de administração da empresa de transporte marítimo açoriana, disse mesmo, em declarações à estação pública, que essa não era uma das preocupações atuais, sendo que o que importava assegurar agora era o transporte de passageiros, sendo certo que a partir de um de março contam ter o navio Gilberto Mariano já a efetuar a operação regular.

A Atlânticoline está agora a operar com os velhinhos cruzeiros, sendo que no caso do Cruzeiro das Ilhas, o mesmo já não era utilizado com muita regularidade pela empresa, mas Carlos Faias garante que ambos têm a devida certificação para navegar.

A rádio pública avança ainda que no dia do acidente com o Mestre Simão, o navio não transportava viaturas, porque a empresa já tinha alertado previamente para a possibilidade de não poder descarrega-los no porto da Madalena, devido à ondulação.

Antena 1 Açores/RL Açores

Fotografia: ©Direitos Reservados

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top