Home / Desporto / Três nadadores estão neste preciso momento a realizar a travessia São Jorge – Terceira por uma causa solidária
Três nadadores estão neste preciso momento a realizar a travessia São Jorge – Terceira por uma causa solidária

Três nadadores estão neste preciso momento a realizar a travessia São Jorge – Terceira por uma causa solidária

 “Braçada Amiga”, é uma iniciativa do Grupo “Nadar Açores” e tem dois objetivos: um desportivo, com a travessia a nado entre o Topo, em S. Jorge, e o porto das Cinco Ribeiras, na ilha Terceira; um solidário, visando a angariação de fundos para duas instituições de solidariedade social – a sêASA, que integra o Centro Social de Santo Agostinho e trabalha com crianças até aos 12 anos, e o Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia da Calheta.

Trata-se de uma travessia de 40 quilómetros, para tentar cumprir no dia cinco de julho, isto se as condições climatéricas o permitirem.

Os três nadadores, Jacinto Costa e Nuno Braga, terceirenses e Rodrigo Rodrigues, micaelense radicado na ilha Terceira, fizeram-se ao mar pelas 6h15m da manhã e prevêem completar o percurso em cerca de 12/14 horas, sendo que apenas 2horas e 20 minutos depois do início da prova, os três corajosos já tinham completado 8km dos 40 que separam o Topo das Cinco Ribeiras.

 Uma prova de natação em águas abertas que está ser preparada há vários meses e que tem como parceiros a  Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, contando também com o apoio da Câmara Municipal da Calheta e do Angra Iate Clube.

A ideia partiu de Nuno Braga, para um grupo que já realizou outras provas do género, embora mais curtas.

Na apresentação da iniciativa, ainda no mês de junho, o nadador salientou a complexidade da travessia no que toca à organização logística, sendo que de momento estão a acompanhar esta travessia sete embarcações: uma para cada atleta; uma para a coordenação da prova, a cargo do Angra Iate Clube; uma para médico, enfermeiro e nadador salvador; e ainda outra como SOS.

Para trás ficam meses de preparação, física e psicológica. Muitas horas de ginásio e muitos quilómetros percorridos no mar, para uma prova que se prevê dura de enfrentar.

A ser concluída com sucesso a travessia entra para a história, sendo completamente inédita nos Açores.

O grupo que já nadou entre o Faial e o Pico e entre o Pico e São Jorge, está neste preciso momento a aumentar a dificuldade e a criar novos objetivos.

Fotografias e vídeos do percurso dos nadadores pode ser acompanhado aqui: https://www.facebook.com/bracadamiga/

DI/LA/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top