“Tudo faremos para vencer as dificuldades, em coligação com os Açorianos”, afirma Berto Messias

“Ultrapassaremos as dificuldades e venceremos esta crise que nos assola, em coligação com os açorianos, afirmando e valorizando as enormes qualidades da nossa Região e dos nossos concidadãos e não com coligações de partidos de Direita que já se percebeu que têm muitos poucos contributos positivos para dar ao nosso desenvolvimento”, defendeu o Presidente do Grupo Parlamentar do PS Açores, esta manhã na Ilha do Pico, na sessão de abertura das Jornadas Parlamentares do PS Açores sobre Turismo e o novo sistema de incentivos COMPETIR +.

Segundo Berto Messias, “gostaríamos de contar com uma coligação de direita do PSD e do CDS-PP com contributos mais relevantes e mais positivos, mas infelizmente isso tarda em aparecer. Estes partidos, na República todos os dias se lembram de uma medida nova com mais austeridade, com mais cortes e com mais dificuldades para as famílias. Nos Açores, a única coisa que temos tido destes partidos é maledicência, critica pela crítica e hesitações em assumir posições”

“Falam mal da aquisição de navios para o transporte de passageiros, mas não dizem o que pretendem para o transporte de passageiros, falam mal das medidas de combate ao desemprego e da eficácia da agenda para a competitividade e emprego mas não dizem como fariam diferente e de que forma combatiam este flagelo. Lamentamos esta postura de não assumir como fariam diferente e o que defendem para sectores cruciais da nossa Região, por falta de capacidade ou por falta de coragem e medo de comprometimento e em política como na vida, a falta de coragem para se comprometer é sinal de fraqueza”, defendeu Messias.

O Líder Parlamentar lamentou ainda que “ainda ontem víamos o Presidente do PSD/Açores dizer que o Governo quando tem problemas passa a bola a outros, pois o que tem acontecido é que o PSD Açores teima em não jogar, em não construir jogo e em não marcar golos que nos permitem vencer a crise e as dificuldades”.

Na abertura da sessão de trabalho sobre o sector do Turismo e o novo sistema de incentivos o líder parlamentar socialista referiu-se a estas duas áreas como “das mais importantes para o médio prazo da Região”.

“No sector do Turismo temos assistido a um crescimento sustentável fruto de um trabalho de longos anos de afirmação da nossa oferta e da nossa marca. No ano passado tivemos mais de 1 milhão de dormidas e proveitos aproximados de 48 Milhões de euros. No primeiro trimestre deste ano temos indicadores que apontam para números muito próximos do período homólogo de 2013, quer em dormidas, quer em proveitos. Isso dá-nos boas perspetivas, mas aumenta a nossa responsabilidade, porque os desafios ainda são imensos”, alertou Berto Messias, destacando a questão dos “horários e tarifas do Turismo nos Açores, que deve ser olhada com particular atenção.

Para Berto Messias, “nesta questão das acessibilidades é importante referir que a SATA, a nossa companhia aérea, tem uma importância crucial e é um elemento estratégico para o nosso desenvolvimento. Por isso, esperamos que o atual contencioso sindical nesta companhia e todas as instabilidades que tem sido geradas em torno desse contencioso e da intransigência de alguns sectores laborais, possam ser resolvidas da melhor forma, a bem dos Açores e dos Açorianos, porque a SATA tem de ser defendida e acarinhada tendo em conta o seu importante papel, não só no turismo, mas no desenvolvimento dos Açores, nas suas diversas dimensões”.

Segundo o dirigente socialista “temos de continuar o esforço que tem sido feito nesta área, na promoção externa do nosso destino, na captação de eventos de projeção nacional e internacional, na melhoria da qualificação da nossa oferta, no combate à sazonalidade, nas acessibilidades e nos transportes onde tarifas e horários tem grande relevância, e na sustentabilidade do nosso destino onde o Pico é um excelente exemplo.

“Este esforço não é apenas do Governo, este esforço cabe a todos, Municípios, investidores privados, escolas de formação hoteleira, operadores, todos têm responsabilidades nesta frente comum de afirmação dos Açores e da qualidade da nossa oferta”, salientou Berto Messias.

Referindo-se ao novo sistema de incentivos COMPETIR +, Messias realçou a qualidade e lucidez que presidiu à sua elaboração mas alertou “o novo sistema de incentivos está muito bem desenhado e reúne as condições para o inicio de um novo ciclo de crescimento para o sector privado nos Açores, mas um sistema de incentivos bem definido não vale por si só, é fundamental que os açorianos estejam predispostos a usufruir das mais-valias destes incentivos, com qualidade, com capacidade de gerar valor acrescentado e mais-valias concretas”.

“Além disso, temos ainda o grande desafio de, com este Competir +, criar as bases de uma economia sólida, projetando o futuro da Região no pós-2020, altura em que terminará o período em que vigora este novo sistema de incentivos”, referiu Berto Messias.

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista cumpre esta quarta-feira o segundo dia de Jornadas Parlamentares na ilha do Pico. Durante o dia de ontem, os deputados socialistas visitaram a Casa da Montanha, a frente marítima das Lajes do Pico e o aldeamento turístico Aldeia da Fonte.

A sessão de trabalhos desta quarta-feira é composta por um painel  sobre os desafios do Turismo, contando com a presença de Francisco Gil (ATA), Luísa Terra (Presidente da Mesa de Turismo da Associação Comercial e Industrial do Pico) e Vítor Fraga (Secretário Regional do Turismo e Transportes). A sessão da tarde incidirá num painel sobre o novo sistema de incentivos “Competir+”, contando com a presença de Ricardo Medeiros (Director Regional da Competitividade), Daniel Rosa (Presidente da ACIP).

Depois das sessões de trabalho, os deputados socialistas visitarão a paisagem protegida da vinha do Pico e as e o empreendimento turístico Adegas do Pico.

PS Açores

Deixe uma resposta