Turismo e Ambiente devem unir-se para o desenvolvimento dos Açores, considera André Rodrigues

No último dia de debate, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, esteve em debate as potencialidades que o turismo ainda tem no arquipélago e a preocupação que deve haver em relação à sustentabilidade ambiental.

Num contexto em que os indicadores de turismo, mencionados por vários parlamentares, apresentam valores recorde, é tempo, de acordo com o deputado André Rodrigues de “concretizar medidas com vista à qualificação e desenvolvimento sustentável do turismo, à preservação do meio ambiente e à dinamização do turismo como motor da economia regional”.

“O presente programa de governo define como prioritário apostar na inovação dos produtos e dos serviços de modo a garantir a consolidação de uma oferta diferenciada e exclusiva para o turista em todas as componentes que devem compor aquilo que é o Destino Açores”, afirmou André Rodrigues.

Para o parlamentar, a companhia aérea regional deve manter o papel estratégico que tem na área do turismo.

Ainda em relação ao ambiente, Bárbara Chaves sublinhou a importância de apostar num turismo ligado à natureza “sempre respeitando o meio ambiente”.

A deputada socialista destacou ainda a aposta do Governo do Partido Socialista “em medidas e ações que promoverão uma maior eficiência energética”, como por exemplo o esforço que será feito ao nível da promoção da mobilidade elétrica.

Agricultura exige trabalho conjunto

As propostas para o setor agrícola foi um dos temas que também esteve em debate esta sexta-feira. De acordo com Mónica Rocha, deputada do PS, o Programa do Governo prevê uma cooperação “entre a comunidade científica, os agricultores e as empresas” de forma a conseguir apoiar o setor que atravessa um momento decisivo, nomeadamente a fileira do leite, onde se pretende “estabelecer parcerias favoráveis ao apoio dos produtores no sentido de obter maiores níveis de eficácia e eficiência na gestão das suas explorações”.

Mónica Rocha destaca ainda a aposta que será feita na formação dos profissionais do setor, com “novos modelos e currículos de formação técnico profissional, na vertente agro-industrial e agro tecnológica”.

“Os Açores têm um clima propício à criação de gado, pelo que temos de continuar a aposta no setor do leite, através da melhoria dos caminhos agrícolas, instalações elétricas, mas sobretudo no aumento da valorização do produto, como um produto de qualidade e elevado valor acrescentado, de forma a aumentar o rendimento, sem alterar a quantidade”, acrescentou, por seu turno, o parlamentar Carlos Silva.

Esta sexta-feira, foram ainda debatidas outras temáticas, como o futuro da Autonomia, com o socialista Francisco Coelho a afirmar que é “tempo do Parlamento cumprir a magna tarefa da reforma da Autonomia”.

Por outro lado, coube ao deputado João Paulo Ávila considerar que o Programa do Governo apresenta proposta para a juventude que ajudarão a criar oportunidades para os jovens. “Se pretendemos uma sociedade mais participativa, mais emancipada e mais empenhada é aos mais jovens que se devem criar novas oportunidades. Pensar o futuro é não deixar hoje para trás os mais jovens”, concluiu o deputado.

GI PS Açores/RL Açores

Deixe uma resposta