“Um dos mais vultuosos investimentos realizados” em S.Jorge a nível de acessibilidades marítimas foi inaugurado hoje – Vasco Cordeiro presidiu à inauguração do Porto das Velas (c/áudio)

Já foram inauguradas as obras do Porto das Velas, um investimento de cerca de 23 milhões de euros que, segundo Vasco Cordeiro, que presidiu à inauguração neste primeiro dia da visita estatutária do Governo a São Jorge, é “um dos mais vultuosos investimentos realizados na ilha no domínio das acessibilidades marítimas.

Para o Presidente do Governo, São Jorge passa agora a dispor de uma estrutura portuária moderna e eficiente quer ao nível do transporte de passageiros quer ao nível do transporte de mercadorias.

Esta obra, em conjunto com a construção da rampa ro-ro, em 2012, e da nova Gare Marítima de Passageiros, que entrou em funcionamento no início de 2018, veio, segundo Vasco Cordeiro, trazer níveis de conforto, de segurança e operacionalidade mais elevados.

Agora já é possível operar ao mesmo tempo no Porto Comercial das Velas um navio de transporte de mercadorias e um navio de transporte de passageiros, algo que antes era completamente impossível.

Vasco Cordeiro realçou ainda que esta se trata de uma “profunda e radical transformação das valências deste porto”.

O Presidente do Governo adiantou ainda de onde adveio a decisão de investir este montante nesta obra no concelho das Velas.

Vasco Cordeiro elencou ainda alguns dados estatísticos relativamente à movimentação, exportação de gado bovino e movimento de passageiros no Porto Comercial das Velas, considerando que se está perante “números impressionantes”.

“Em 2009, no Porto Comercial de Velas, foram carregadas cerca de 6.800 toneladas. Em 2017, último ano de que temos dados estatísticos, foram carregadas mais de 10.000 toneladas, um crescimento de cerca de 50 por cento. Isto, ao mesmo tempo que, nesse período temporal, diminuía a quantidade das mercadorias descarregadas de cerca de 67 mil para 64 mil”, disse.

Especialmente significativo, nesse domínio, é o que se passa com a exportação de gado bovino em carcaça, adiantou o Presidente do Governo, ao referir que, em 2009, saíram de São Jorge, naturalmente por via marítima, 516 carcaças de bovinos abatidos, enquanto em 2017 saíram de São Jorge 2.715 carcaças, um crescimento de quase de 500 por cento.

Além disso, em 2009, o movimento de passageiros no Porto de Velas foi de cerca de 65 mil passageiros, subindo em 2017 para cerca de 100 mil passageiros, um crescimento de 53 por cento.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo salientou, por outro lado, o investimento público na ilha de São Jorge nas mais várias áreas de atuação do Governo.

“Temos obras no Centro de Saúde da Calheta e vamos ter obras no Centro de Saúde de Velas, temos obras em estradas regionais, em caminhos agrícolas e caminhos da orla costeira e também na orla costeira, como é o espaço adjacente ao Campo de Jogos de Santa Catarina, temos obras na escola da Calheta, no Museu Francisco de Lacerda e vamos tê-las também na Santa Casa da Misericórdia, no Porto do Topo, e, voltando a Velas, temos obras no Entreposto Frigorífico, isto entre tantas e tantas outras intervenções”, referiu.

 

 

 

Liliana Andrade/RL Açores/GaCS

Deixe uma resposta