DestaqueLocal

Unidade de Saúde de Ilha de S. Jorge registou poupança de 7% sem afetar resposta assistencial

O Secretário Regional da Saúde revelou esta terça-feira que a Unidade de Saúde de Ilha de S. Jorge registou, no ano passado, uma poupança de sete por cento, relativamente a 2012, em resultado “de uma melhor utilização dos recursos e de um melhor funcionamento da unidade de saúde como um todo”.

Luís Cabral, em declarações no final de uma reunião com o Conselho de Administração da Unidade de Saúde de Ilha, no âmbito da visita estatutária do Governo Regional, frisou que “esta contenção de custos decorre, unicamente, de uma melhor organização da gestão, em nada afetando a resposta assistencial da unidade de saúde”.

De acordo com os dados apresentados, as poupanças mais significativas registaram-se na aquisição de material clínico e de medicamentos e no fornecimento de serviços externos.

O Secretário Regional da Saúde salientou ainda que é intenção do Governo continuar a trabalhar na melhoria da resposta aos utentes e, com esse objetivo, na reunião de hoje foi ultimada a contratação de profissionais que estão em falta, nomeadamente dois médicos dentistas, um especialista em terapia da fala e um técnico de psicologia.

Luís Cabral salientou que também foi constatado que “vão ser necessários mais médicos de medicina geral e familiar”, decorrendo já o processo concursal para admissão de mais um médico desta especialidade.

Para Luís Cabral, estas reuniões, durante as visitas estatutárias, permitem afinar alguns pontos do funcionamento do setor, uma vez que decorre um processo de reestruturação do Serviço Regional de Saúde e existem medidas que estão a ser tomadas que têm implicações diretas no funcionamento das unidades de saúde.

“É importante ir aferindo a validade dessas mudanças e fazer as correções necessárias, para garantir que são medidas que permitem o bom funcionamento do sistema, sem prejuízo para os utentes”, salientou Luís Cabral.

GaCS/RL Açores

Comment here