Home / Destaque / Uniqueijo vive uma fase positiva – produtores recebem mais e a 60 dias e a produção aumentou (c/áudio)
Uniqueijo vive uma fase positiva – produtores recebem mais e a 60 dias e a produção aumentou (c/áudio)

Uniqueijo vive uma fase positiva – produtores recebem mais e a 60 dias e a produção aumentou (c/áudio)

Aumentou o preço do leite pago ao produtor, aumentou a produção na ordem dos 10% e está a pagar a sessenta dias aos produtore – a União de Cooperativas Agrícolas de Lacticínios de São Jorge está a viver uma situação favorável, depois de um período muito conturbado.

É caso para dizer que depois da tempestade vem a bonança, após um período de muitas dificuldades e atrasos nos pagamentos aos produtores, hoje a União de Cooperativas Agrícolas de Lacticínios de São Jorge não só paga atempadamente como aumentou o preço do leite pago ao produtor, como declarou António Aguiar.

“Nós tivemos um aumento do valor padrão nos meses de verão de 22,5 para 24 cêntimos, ou seja, temos aqui uma subida de um cêntimo e meio durante o período de verão e, agora, a partir do dia 1 de outubro nós aumentámos de 25 para 26 cêntimos o preço de inverno”, sendo este o valor padrão estabelecido para esta época, “26 cêntimos ao litro”, afirmou.

Em entrevista recente à RL Açores, o presidente da Uniqueijo garante que após a reestruturação da dívida há um ano atrás todos os pagamentos estão em dia, sendo que atualmente os produtores já recebem a 60 dias.

“Com a banca nós estamos a cumprir, com os fornecedores nós estamos a cumprir”, realçou, salientando igualmente o facto de no que diz respeito à situação para com os produtores de leite ter feito no dia 10 de novembro um ano de cumprimento com o que foi estabelecido, “em que no início era a 90 dias mas neste momento já se encontra a 60”, enaltecendo ainda o facto de “nunca” terem falhado um dia “o pagamento que foi sempre no dia 10 de cada mês”.

António Aguiar destaca ainda o aumento registado ao nível da produção de leite, uma vez que “houve um aumento da produção na ordem dos 10 a 11%”, adiantando que “nos primeiros 10 meses deste ano houve um aumento de dois milhões e 583 mil litros de leite, o que corresponde aos tais 10 a 11% de aumento da produção de leite”.

Face à situação vivida atualmente António Aguiar admite que talvez seja caso para dizer que São Jorge é quase uma exceção à regra, acreditando que de momento não haverão muitas cooperativas a pagar aos produtores ao valor que a Uniqueijo paga.

Algo que também já está a dar frutos são os novos produtos recentemente lançados pela Uniqueijo, como é o caso do Queijo DOP São Jorge de um ano ou o queijo DOP em cubos e também o queijo para saladas.

António Aguiar fez saber ainda que de momento, devido à crise que assola o setor, existem algumas dificuldades de escoamento do queijo de São Jorge, “mas nada de preocupante”, até porque o facto de o queijo ficar algum tempo parado nos armazéns “acaba por valorizar” o produto.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top