Home / Destaque / Utente jorgense espera há cerca de três meses pelo relatório de uma TAC à cabeça – USI S.Jorge considera situação preocupante, mas garante que o relatório chegará em breve (c/áudio)
Utente jorgense espera há cerca de três meses pelo relatório de uma TAC à cabeça – USI S.Jorge considera situação preocupante, mas garante que o relatório chegará em breve (c/áudio)

Utente jorgense espera há cerca de três meses pelo relatório de uma TAC à cabeça – USI S.Jorge considera situação preocupante, mas garante que o relatório chegará em breve (c/áudio)

Há cerca de três meses que Elvira Borges espera pelo relatório de uma TAC que fez à cabeça no Hospital de Santo Espírito, em Angra do Heroísmo.

Em resposta à utente, o Hospital de Angra alega que não tem médico que faça o relatório da TAC e que o exame tem de ir para Lisboa para ser depois entregue na Unidade de Saúde de Ilha de São Jorge.

A utente sente que os seus direitos estão a ser violados depois de ter descontado uma vida inteira.

Elvira Borges está há cerca de três meses à espera do relatório de uma TAC que fez à cabeça no Hospital de Santo Espírito na Terceira sem saber ao certo qual o verdadeiro problema de saúde que tem.

Elvira já questionou o Hospital de Angra sobre esta demora e a resposta foi de que não há um médico que faça o relatório.

Elvira questiona ainda o porquê então de ter descontado a vida inteira, adiantando que se sabia que a situação iria ser assim tinha tomado outras medidas.

A utente diz ainda que quando fez a TAC foi informada de que no prazo de 20 dias o relatório estaria em São Jorge, algo que não se verificou.

Elvira Borges teme que a sua saúde esteja a piorar, considerando, por isso, da máxima importância que o relatório da TAC efetuada chegue à Unidade de Saúde de Ilha de São Jorge o mais breve possível.

USI São Jorge considera situação preocupante, mas garante que o relatório chegará em breve

Contactada a Unidade de Saúde de Ilha de São Jorge, através do Vogal Médico do Conselho de Administração, César Gonçalves, fez saber que a situação é preocupante e que ultrapassa a Unidade de Saúde de Ilha e que está, realmente, relacionada com o facto do Hospital de Angra não ter neuroradiologistas.

César Gonçalves garantiu, no entanto, que se a situação fosse grave a utente já teria sido informada, esclarecendo que segundo o que a USI de São Jorge apurou junto do Hospital de Santo Espírito dentro de poucos dias o relatório estará em São Jorge.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top