Home / Açores / Vasco Cordeiro anuncia investimento de cerca de 4,5 milhões de euros na criação da Escola do Mar dos Açores 
Vasco Cordeiro anuncia investimento de cerca de 4,5 milhões de euros na criação da Escola do Mar dos Açores 

Vasco Cordeiro anuncia investimento de cerca de 4,5 milhões de euros na criação da Escola do Mar dos Açores 

O Presidente do Governo afirmou hoje, na Horta, que a Escola do Mar dos Açores, que requalificará as antigas instalações da Rádio Naval, na ilha do Faial, num investimento de cerca de 4,5 milhões de euros, integra-se numa estratégia articulada de aproveitamento das potencialidades do Mar.

“Posso anunciar que, no próximo Conselho do Governo, que reunirá ainda este mês, será lançado o concurso público da empreitada para a primeira fase da recuperação destas infraestruturas”, adiantou Vasco Cordeiro, que falava na apresentação do novo estabelecimento de ensino.

Este projeto terá duas fases, relacionadas com a localização onde vão decorrer as obras, incidindo a primeira fase nas instalações da antiga Rádio Naval, enquanto a segunda fase se refere à intervenção junto ao Porto da Horta, destinada a edifícios de apoio e para atividades que impliquem acesso direto ao mar, prevendo-se que ambas decorram simultaneamente.

Vasco Cordeiro salientou que este projeto, que corresponde ao cumprimento de um compromisso, está agora em condições de entrar numa fase célere de concretização, no sentido de colocar a Escola do Mar dos Açores ao serviço da criação de riqueza e de emprego e da valorização profissional dos Açorianos.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo salientou que este investimento permitirá requalificar as antigas instalações da Rádio Naval da Horta, que são um marco numa história que muito contribuiu para a vida económica da ilha do Faial.

“A estratégia passa por aproveitarmos os recursos que temos em todas as ilhas da Região, reorientando-os para assumirem novas funcionalidades e colocando-os ao serviço dos Açorianos. É isso que fazemos com a recuperação deste espaço e com a sua afetação a um novo patamar do desígnio estratégico de valorização da nossa relação com o Mar”, sublinhou Vasco Cordeiro.

A Escola do Mar, que tem como parceiros a Câmara Municipal da Horta, a Universidade dos Açores, através do Departamento de Oceanografia e Pescas, e a Escola Náutica Infante D. Henrique, dotará os Açores de um centro certificado de formação e qualificação profissional de excelência, suprindo as necessidades atuais na Região em termos de recursos humanos qualificados nesta área, assim como promoverá a formação inicial de jovens em profissões ligadas a este setor.

“A escolha das áreas de especialização da Escola do Mar baseou-se na identificação das necessidades existentes em termos de mão de obra especializada nos setores tradicionais, mas também pelas oportunidades que o Mar dos Açores oferece para desenvolver profissões em áreas emergentes e futuras”, salientou o Presidente do Governo.

Este novo estabelecimento de ensino terá como foco principal da oferta formativa as profissões relacionadas com as pescas e os transportes marítimos de passageiros e carga, tráfego local (mestrança e marinhagem), reparação e construção naval, atividades marítimo-turísticas e mergulho profissional.

Será um estabelecimento de ensino profissional a funcionar em regime de paralelismo pedagógico, integrado no sistema educativo regional, nos termos do Estatuto do Ensino Particular, Cooperativo e Solidário.

“Queremos também que se assuma como uma escola de nível internacional, com capacidade para atrair formandos externos com interesse nas profissões do mar tradicionais e emergentes, contribuindo para a dinamização da economia do Faial e da Região”, frisou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo realçou, ainda, que este investimento assume importância não só para a ilha do Faial, mas para toda a Região, e constitui um elemento fundamental na estratégia coerente e articulada de valorização do aproveitamento das potencialidades que o Mar oferece à Região.

“A ilha do Faial, assim como as restantes, são bem o testemunho desta opção estratégica e dos seus resultados, como é o caso da construção da primeira fase do Terminal de Passageiros da Horta e da construção dos dois novos navios que servem esta área do arquipélago”, afirmou Vasco Cordeiro.

“Se considerarmos os números referentes a 2014, podemos ver que viajaram, por via marítima, mais 26 mil passageiros do que no ano anterior e que foram transportadas cerca de 5.400 viaturas. Isso dá bem nota de que esta opção estratégica está correta e que, sobretudo da comunidade que serve, há uma adesão clara e inequívoca aos seus benefícios”, salientou o Presidente do Governo.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro adiantou, por outro lado, que estes são sinais que demonstram os sinais de recuperação que se verificam na Região e que são extensivos a várias áreas, como é o caso da atividade turística.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top