Vasco Cordeiro apresenta Programa de Governo em nome do Futuro dos Açores

O Presidente do PS/Açores apresentou, esta terça-feira, em Angra do Heroísmo o Programa Eleitoral com que os socialistas se apresentam às eleições regionais do próximo dia 16 de Outubro.

Para Vasco Cordeiro, o programa, que contou com a colaboração de milhares de açorianos que participaram nas conferências “A Força da Autonomia somos todos nós”, permite que o PS se afirme como “um amplo movimento de participação democrática, de exigência e de propositura, de renovação, inovação e de criatividade nas soluções, que extravasa as fronteiras partidárias e se alicerça, solidamente, numa ambiciosa coligação de vontades a favor dos Açores”, realçando que este é um “programa para os Açores, dos Açorianos e com o PS”.

O líder socialista recordou que os últimos quatro anos não foram fáceis, enfatizando que o tempo percorrido neste período eleitoral já permitiu verificar que “é o PS que traz a marca do Futuro, apresentando-se com mais força, mais energia e mais determinação”.

Numa intervenção em que elencou várias das centenas de medidas que constam do Programa Eleitoral, Vasco Cordeiro anunciou a criação do programa DUAL Açores – Qualificação Profissional Contínua ou o Programa “Social+”, destinado a desempregados com habilitações inferiores ao 12º ano, com o objetivo de proporcionar experiências profissionais. Anunciou também a criação de um programa regional de apoio à conversão de contratos com termo em contratos sem termo, como forma de combater a precariedade laboral. A criação de campanhas de sensibilização como forma de atrair inativos para o mundo do trabalho, particularmente as mulheres, constitui outra das medidas para melhorar a coesão social e combater a pobreza nos Açores.

Em matéria de Educação, e entre várias medidas anunciadas, Vasco Cordeiro sublinhou o objetivo de consolidar e aperfeiçoar nos próximos quatro anos o Plano Integrado de Promoção do Sucesso Escolar, ProSucesso, promovendo um maior envolvimento das famílias e da comunidade, aliado à competência e ao empenho dos docentes e funcionários escolares, assente na premissa de que “todas as crianças são capazes de aprender”. Um objetivo para a próxima legislatura passa, também, por integrar todas as crianças dos 3 aos 5 anos de idade na educação pré-escolar. O líder socialista quer valorizar os recursos humanos e a autonomia das escolas, dando prioridade à formação didática, à atualização científica, à utilização dos recursos digitais e tecnologias da informação. Vasco Cordeiro reiterou que pretende rever o Regulamento do Concurso de Pessoal Docente, estabelecendo a periodicidade anual dos concursos e alterando a obrigatoriedade de permanência num lugar do quadro por um período de três anos.

Reconhecendo a Agropecuária, as Pescas e o Turismo como os “três principais setores alicerce da economia Açoriana”, Vasco Cordeiro pretende “fortalecê-los através do conhecimento e da inovação”, de que são exemplos as áreas do Mar, da Climatologia ou do desenvolvimento espacial. A este respeito, o líder socialista reconheceu o “papel fundamental da Universidade dos Açores”.

Vasco Cordeiro anunciou, entre outras medidas, a criação de um programa específico para a agroindústria regional, visando “reforçar a presença dos produtos Açorianos nos mercados de exportação tradicionais”, bem como a criação de um Plano Estratégico de Diversificação Agrícola, adequado a cada ilha”.

Nas Pescas, o Presidente do PS/Açores reafirmou, entre outras medidas, a criação de um “programa específico de promoção dos produtos da pesca, alicerçado na Marca Açores, a restruturação da frota, apoios ao abate de embarcações e um regime de apoio à reforma antecipada de armadores e pescadores”. Vasco Cordeiro sublinhou, igualmente, a aposta na criação do Centro de Aquicultura dos Açores, na ilha do Faial, que será “vocacionado para a investigação, integrando pescadores, investigadores e investidores privados”.

Na área do Turismo, o Presidente do PS/Açores estabeleceu como grandes objetivos  estratégicos a “qualificação, a sustentabilidade, a eficácia da promoção e a eficiência nas acessibilidades”. Nesta área, Vasco Cordeiro pretende, entre outras medidas, criar um Programa de Intercâmbio Formativo para Profissionais do Turismo, assm como programas de incentivo à diminuição da sazonalidade, e incrementar a notoriedade nos mercadores emissores.

No âmbito dos transportes, o líder dos socialistas Açorianos salientou a introdução, durante todo o ano, do transporte de carga rodada interilhas, e um novo modelo de transporte de carga aérea. No que concerne aos transportes terrestres, Vasco Cordeiro destacou a aposta num programa de apoio à mobilidade elétrica.

Em matéria de políticas de apoio social, o Presidente do PS/A sublinhou a importância de que a Solidariedade se reveste no património histórico do PS. Vasco Cordeiro anunciou como objetivos, entre várias outras medidas, o “reforço e o aprofundamento do combate a fenómenos, como a negligência, o mau trato e abuso infantil”, assim como “adotar e fortalecer medidas” que contribuam para o reforço do rendimento disponível das famílias como, por exemplo, os reforços dos Complemento Açoriano ao Abono de Família, do Complemento Regional de Pensão, e do Complemento para Aquisição de Medicamentos para os Idosos (COMPAMID).

A gestão das listas de espera cirúrgicas e de consultas de especialidade representam um constrangimento comum a todos os serviços de saúde a nível mundial sendo, por isso, assumidas ccomo “um dos grandes desafios a vencer na próxima legislatura”. Neste sentido, o PS/Açores preconiza a “implementação de novas parcerias e um melhor aproveitamento dos tempos cirúrgicos, uma melhor gestão dos blocos operatórios, o aumento das cirurgias em regime de ambulatório e o fomento da complemtaridade entre hospitais regionais e outros sistemas de saúde”.

Por último, o líder socialista lançou um desafio aos jovens Açorianos para que se mobilizem “para esta grandiosa tarefa de construir o futuro da nossa terra”.

Para Vasco Cordeiro, o futuro dos Açores e o futuro da Autonomia dependem da “ambição, do trabalho, do empenho e determinação da juventude açoriana”, reiterando a sua vontade de construir, com os jovens, uma “Região aberta ao mundo, orgulhosa da sua história e do seu percurso”.

GI PS Açores/RL Açores

Deixe uma resposta