Ultimas
Home / Açores / Vasco Cordeiro defende reforço do papel das regiões na definição do futuro da Europa
Vasco Cordeiro defende reforço do papel das regiões na definição do futuro da Europa

Vasco Cordeiro defende reforço do papel das regiões na definição do futuro da Europa

O Presidente do Governo dos Açores afirmou que o reforço da importância da governação local e regional na Europa constitui uma das formas mais eficazes de combater ímpetos populistas que se verificam em vários países e que estão a ameaçar o projeto europeu.

Vasco Cordeiro falava em Bruxelas, onde, enquanto Presidente da Conferência das Regiões Periféricas e Marítimas (CRPM), organização que representa cerca de 200 milhões de cidadãos europeus, apresentou uma Declaração sobre o Futuro da Europa.

“Este é o momento em que se deve ter uma ideia muito clara” sobre os caminhos futuros do projeto europeu, salientou Vasco Cordeiro, acrescentando que a CRPM, enquanto organização de cooperação inter-regional que integra cerca de 150 regiões, tem legitimidade acrescida para contribuir para a definição do que será a União Europeia nos próximos anos.

Para o Presidente do Governo e da CRPM, apesar de todas as circunstâncias que se têm registado nos últimos tempos, os cidadãos europeus devem “continuar a acreditar neste projeto”, que lhes trouxe, nas últimas décadas, paz, prosperidade e bem-estar.

Em declarações aos jornalistas, Vasco Cordeiro preconizou três princípios que deverão alicerçar a definição do futuro da Europa, o primeiro dos quais é o reforço da participação democrática, através de mecanismos que não se devem esgotar no voto dos cidadãos.

O segundo princípio passa por dar prioridade ao investimento a longo prazo, que permita a criação de emprego e a geração de riqueza nas regiões, defendeu Vasco Cordeiro, acrescentando que o terceiro princípio tem a ver com a necessidade da Europa se assumir como o primeiro protagonista no palco internacional.

Com esta Declaração sobre o Futuro da Europa, a CRPM pretende que as regiões europeias assumam, cada vez mais, um papel ativo nesta matéria, pretendendo, até às eleições europeias de 2019, apresentar um manifesto com a consagração formal das suas posições.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top