Home / Açores / Vasco Cordeiro destaca mais consultas e cirurgias feitas em 2013 nos hospitais dos Açores
Vasco Cordeiro destaca mais consultas e cirurgias feitas em 2013 nos hospitais dos Açores

Vasco Cordeiro destaca mais consultas e cirurgias feitas em 2013 nos hospitais dos Açores

O Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, afirmou hoje que os Açorianos se podem orgulhar do Serviço Regional de Saúde, destacando que foram feitas mais consultas e mais cirurgias nos hospitais dos Açores em 2013, e anunciou que a segunda fase da remodelação e ampliação do Hospital da Horta deve avançar no segundo semestre de 2015, conforme está previsto na Carta Regional das Obras Públicas.

“Esta segunda fase inclui a construção de uma nova Unidade de Cuidados Intensivos, a ampliação dos Serviços de Urgência, do Serviço de Diálise e da Consulta Externa, assim como o realojamento do Serviço de Medicina Hiperbárica, espaços considerados essenciais na evolução das capacidades e operacionalidade deste hospital”, afirmou Vasco Cordeiro.

 No âmbito deste processo, segundo o Presidente do Governo, os Serviços do Centro de Saúde da Horta vão passar para o novo edifício, garantindo, desta forma, “melhores condições de funcionamento e uma interação efetiva entre os cuidados de saúde primários e os cuidados hospitalares”.

 Vasco Cordeiro falava na inauguração do novo Bloco C do Hospital da Horta, que considerou ser “mais uma infraestrutura, moderna e funcional” colocada ao serviço dos Açorianos, num investimento de cerca de 14 milhões de euros que permitiu melhorar as condições de funcionamento dos Serviços de Obstetrícia e de Ginecologia, Bloco de Partos, Serviço de Pediatria, Serviço de Fisiatria e Serviço de Sangue, mas também das consultas externas de Oftalmologia e Otorrinolaringologia, serviço social, serviço de informática e serviços administrativos.

 Na sua intervenção, o Presidente do Governo anunciou também a contratação, no próximo mês, de mais dois ortopedistas para o Hospital da Horta, o que permitirá que esta unidade de saúde, no prazo máximo de um ano, esteja em condições de dar resposta a todas as cirurgias que, neste momento, se encontram em lista de espera nesta especialidade.

 “Ao mesmo tempo, também já trabalhamos para assegurar a substituição dos médicos que estão próximos da idade da reforma, por exemplo, nas áreas da Cardiologia, da Oncologia e da Imunohemoterapia”, acrescentou, frisando que estas medidas se inserem no objetivo de aperfeiçoar o Sistema Regional de Saúde, preparando-o para as próximas décadas.

 No âmbito do Plano de Ação para a Reestruturação da Saúde, Vasco Cordeiro assegurou que o Governo está “determinado a introduzir mecanismos que garantam o correto funcionamento de cada hospital e de cada unidade de saúde, com o objetivo de assegurar um real aumento de consultas, de exames e de cirurgias”.

 A melhoria da interação entre os cuidados de saúde primários e os serviços hospitalares e a promoção de uma maior cultura de eficiência e humanismo são outros dos objetivos a atingir, salientando Vasco Cordeiro que “já são visíveis resultados, designadamente no aumento de produtividade dos hospitais e das unidades de saúde”.

 “Dados agora conhecidos mostram que, de 2012 para 2013, o número de consultas nos três hospitais da Região registou um aumento de cerca de 13%”, revelou o Presidente do Governo, acrescentando que “o número de cirurgias realizadas nos hospitais dos Açores registou também um crescimento significativo de quase 20% entre 2012 e 2013”.

 “Estes dados são muito mais do que meras estatísticas. Refletem o número de Açorianos que receberam cuidados no seu Serviço Regional de Saúde e representam o esforço e a dedicação de milhares de profissionais de várias áreas”, afirmou.

 Na sua intervenção, Vasco Cordeiro destacou também as novas regras para as convenções e reembolsos, frisando que, “ao contrário da ideia que alguns têm procurado passar, não são soluções de corte, de redução, os números bem o demonstram, são, sim, soluções de melhor adequação às necessidades, reforçando a disponibilidade dos serviços públicos, mas mantendo a atividade complementar dos serviços privados de saúde”.

 Relativamente às listas de espera para cirurgia, assegurou que “o Governo dos Açores está atento e a atuar”, recordando a redução, desde o início do ano, para cerca de metade na lista de espera em Ortopedia no Hospital da Horta, assim como as medidas que se estão a tomar neste domínio nos hospitais de Ponta Delgada e da Terceira.

 “Hoje podemos afirmar que o esforço que tem sido feito no sentido de garantir a sustentabilidade do Serviço Regional de Saúde não tem sido em vão e permitiu não só criar condições para servir melhor os Açorianos, mas também sermos nós, Açorianos, a decidir sobre a organização dos serviços”, frisou Vasco Cordeiro.

 “Essa prerrogativa, que o Governo dos Açores fez sempre questão de defender, mesmo quando outros pretendiam que Lisboa procedesse a uma espécie de resgate do nosso Serviço Regional de Saúde, é condição absolutamente fundamental para que a Região continue a decidir a forma de ultrapassar os desafios que se colocam a este setor”, acrescentou.

 Para Vasco Cordeiro, “o resultado de termos um bom Serviço Regional de Saúde, um Serviço Regional de Saúde de que os Açorianos podem e devem orgulhar-se, não se deve apenas às medidas e aos investimentos realizados pelo Governo dos Açores. Deve-se também ao trabalho, à dedicação, ao empenho e ao profissionalismo de que dão provas todos os envolvidos: dirigentes, conselhos de administração dos Hospitais, diretores de serviços, médicos, enfermeiros e funcionários, no sentido de darmos uma resposta cada vez melhor às Açorianas e Açorianos que dependem dessa intervenção”.

 “O caminho que temos feito e os resultados que temos alcançado são bem a prova de que devemos continuar. Não ignorando o caminho que ainda temos que fazer, não ignorando os desafios que temos à nossa frente, não ignorando as áreas em que ainda temos de fazer mais e melhor, mas com a consciência de que com persistência, trabalho e determinação conseguiremos, também aqui, ganhar o futuro para os Açores”, afirmou o Presidente do Governo.

GACS

 

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top