“Vasco Cordeiro não tem crédito para falar de coesão mas sim cadastro”, considera Duarte Freitas

O presidente do PSD/Açores considerou hoje que no governo regional “existem vários responsáveis que não têm crédito mas sim cadastro no que respeita às políticas de coesão e ao seu falhanço na tentativa de assegurar o desenvolvimento de todas as ilhas da Região por igual”.

Duarte Freitas, que falava no final de uma reunião com o Núcleo Empresarial das Flores e do Corvo, apontou os casos do “presidente e do vice-presidente do governo que estão no executivo há mais de uma década e que, como tal, são cúmplices de todos os maus resultados e das grandes dificuldades que se registam hoje nas ilhas com menor população”.

“Quem ouve os responsáveis do Partido Socialista e do governo socialista a falar de coesão, por vezes, fica a pensar que eles só chegaram agora à Região”, disse Duarte Freitas, dando como exemplo “o discurso do presidente do governo no dia da Região em que só faltou a Vasco Cordeiro afirmar que nunca tinha estado nos Açores e que nunca tinha participado em nenhuma reunião do conselho do governo”.

Para o presidente do PSD/Açores, é “preciso inverter depressa este caminho em que todas as ilhas da Região estão a ficar para trás e as mais pequenas a ficar ainda mais para trás”.

Duarte Freitas considera, por isso, que é hora de trabalhar para interromper este declínio, “com medidas que ajudem a aumentar a produção nas ilhas, políticas que facilitem o acesso dos produtos açorianos dentro das ilhas e no exterior e com políticas de incentivo à fixação de pessoas. Um dos principais problemas nas nossas ilhas é a desertificação e não vemos qualquer pensamento ou estratégia do governo para agir neste campo”.

De facto, concluiu, o PSD/Açores “apresentou boas propostas no seu programa eleitoral para a dinamização económica das ilhas, para a constituição de um verdadeiro mercado interno e para a dinamização dos transportes uma vez que essa dinamização é imprescindível”.

PSD Açores

 

 

Deixe uma resposta