Home / Politica / Vasco Cordeiro quer reforçar a centralidade do Faial nos assuntos do mar
Vasco Cordeiro quer reforçar a centralidade do Faial nos assuntos do mar

Vasco Cordeiro quer reforçar a centralidade do Faial nos assuntos do mar

O Presidente do PS/Açores realçou a estratégia que o PS assumiu para “valorizar a nossa relação com o mar”, que “tem na centralidade conferida pela ilha do Faial nesta matéria, um dos pilares essenciais que queremos reforçar e desenvolver”.

Vasco Cordeiro falava num jantar-comício na ilha do Faial, perante centenas de apoiantes.

O Presidente do PS/Açores recordou que foi já lançado, na ilha do Faial, “o concurso público para a concretização das obras da 2ª fase da requalificação da baía do Porto da Horta, estão já em curso as obras de construção da Escola do Mar” e adiantou que o Governo Regional do PS “está já a trabalhar em conjunto com o Governo da República, no que tem a ver com a instalação na cidade da Horta do Centro de Observação Oceânica”, tendo também já sido anunciada a proposta do PS/Açores de “concretizar a criação de um Centro de Aquicultura dos Açores, na ilha do Faial”.

“Esta aposta no Faial significa também o reforço de uma parceria estratégica e de aproveitamento das sinergias que se criam com a própria Universidade dos Açores, nomeadamente com o seu Departamento de Oceanografia e Pescas. Este é um trabalho que está em curso e que o PS entende que deve continuar”, frisou.

Vasco Cordeiro entende que o “conhecimento na investigação e na inovação deve contribuir para a criação de riqueza e de emprego no Faial e para todos os Açores”, assumindo o compromisso de, “em conjunto com a Universidade dos Açores, analisar a melhor forma de podermos renovar um equipamento que é essencial, que é o navio de investigação Arquipélago”.

O líder dos socialistas Açorianos disse querer “reforçar a relação de confiança que o PS tem com os Faialenses, alicerçada na verdade e assumindo frontalmente as nossas responsabilidades, naquilo que temos feito e conseguido realizar”, exemplificando com a “conclusão da 1ª fase das obras da Escola António José de Ávila, a conclusão do Bloco C do Hospital da Horta, com a conclusão dos dois navios, com o início da construção da Escola do Mar, com o lançamento do concurso público para a 2ª fase de requalificação da baía da Horta, entre outras”.

O Presidente do PS/Açores reconheceu que “não conseguiu concretizar todos os compromissos assumidos em 2012”, assegurando que o PS “dá a cara e assume aquilo que não conseguiu realizar, como foi o caso da variante da cidade da Horta”, alertando também que há “outros partidos que assumem compromissos, sabendo que não têm condições para os realizar”.

Vasco Cordeiro explicou que o “PS considera que a obra de ampliação do aeroporto da Horta devia ter estado no caderno de privatização da ANA” e sublinhou que “naquilo que depender de nós, como é o caso do projeto RISE, nós estaremos ao lado da SATA, no trabalho que ela está a desenvolver para melhorar a operacionalidade do aeroporto da Horta e servir melhor os Faialenses em acessibilidades aéreas”.

O líder dos socialistas Açorianos realçou, porém, que a estratégia de desenvolvimento do Faial “não se resume ao setor do mar” e destacou o trabalho que já está a produzir resultados, em termos de um “aumento gigantesco” do número de dormidas e dos proveitos, assumindo reforçar a aposta no Parque Natural da Ilha do Faial e na requalificação da Fábrica da Baleia em Porto Pim, para que se tornem “fatores acrescidos de atractibilidade e sustentabilidade para o Faial”.

“Vamos avançar neste percurso com as lições que tirámos nesta primeira legislatura, nunca baixando os braços pelos Açores; nunca nos arredando da ideia central que é a razão da nossa ação política, que tem a ver com as pessoas, não deixando ninguém para trás”, destacou o líder socialista.

Vasco Cordeiro voltou a apelar à mobilização de todos para votar no próximo dia 16 de outubro, lamentando que haja partidos que desmerecem o ato eleitoral, espalhando a mensagem de que “o PS já ganhou”.

“Não me espantaria se surgisse, até, uma sodagem que desse esmagadora vitória do PS. Mas só contam os votos que entrarem na urna, no próximo dia 16 de outubro. Se cada um dos Açorianos que pretende votar no PS pensar que ‘o PS já ganhou, que já não é preciso lá ir’, a maior certeza será a de que o PS perderá estas eleições”, alertou o líder dos socialistas Açorianos.

GI PS Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top