Home / Açores / Venda de produtos para fora da Região e investimento externo aumentam nos Açores
Venda de produtos para fora da Região e investimento externo aumentam nos Açores

Venda de produtos para fora da Região e investimento externo aumentam nos Açores

O Vice-Presidente do Governo destacou a evolução positiva que se tem registado no saldo da balança comercial dos Açores, indicador que traduz a diferença entre exportações e importações de bens e serviços, devido ao aumento das vendas de produtos para fora da Região ocorrido em 2017, que registou uma nova subida no primeiro trimestre deste ano, assim como a subida de intenções de investimento externo no arquipélago.

“Nos Açores, depois de, em 2017, a nossa balança externa ter melhorado o seu saldo em 34%, no primeiro trimestre deste ano houve um acréscimo de melhoria do nosso saldo da balança comercial de mais 45%”, comparativamente ao mesmo período do ano passado, frisou Sérgio Ávila, que falava, em Ponta Delgada, num encontro com empresários das Canárias.

O titular da pasta da Competitividade Empresarial acrescentou que, se se associar a esta significativa evolução o crescimento de 22% registado no último ano por parte das empresas aderentes da Marca Açores e a subida de vendas dos principais setores com capacidade exportadora, comprova-se que a Região está “a crescer muito em termos da melhoria da balança comercial”.

De acordo com os mais recentes indicadores estatísticos, o comércio com o exterior registou no primeiro trimestre deste ano aumentos de 3,1% na venda de produtos lácteos, de 16,4% na venda de conservas, de 5,2% na venda de peixe e de 11,2% na venda de carne bovina, face aos primeiros três meses do ano passado.

Para o governante, esta evolução registada não esgota a capacidade e o potencial de crescimento exportador da Região, salientando, a propósito da missão empresarial Açores-Canárias que visita esta semana o arquipélago, promovida pelo Governo dos Açores, que há mercados a conquistar.

“Conquista-se atraindo, [neste caso], empresas das Canárias, que são empresas importadoras, como vamos fazer nestes três dias”, criando canais de contactos, de distribuição e de venda, afirmou Sérgio Ávila.

Para potenciar este objetivo, o Vice-Presidente salientou ainda que, através do sistema de incentivos à internacionalização, foi criado um apoio de até 90 por cento dos custos com o envio de produtos regionais até ao destino final.

Além de mais esta oportunidade para estabelecer novos negócios que representa a visita de empresários das Canárias aos Açores, Sérgio Ávila acrescentou que esta missão também apresenta a possibilidade de captar ainda mais investimento externo para a Região.

“Neste momento, o Governo dos Açores, através da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores – SDEA, está a acompanhar 37 projetos de investimento externo na Região que poderão representar um potencial de mais de 135 milhões de euros de investimento externo na Região”, frisou.

O governante salientou que a dinâmica de aumento de novos negócios e projetos tem sido estimulada, entre outros fatores, pela aposta na promoção e valorização nacional e internacional dos produtos e serviços regionais e pela criação de um sistema de incentivos à exportação e investimento nos Açores mais favorável do que no resto do país e estados ou regiões da Europa.

A missão empresarial Açores-Canárias, que se realiza até 26 de maio, envolve uma dezena de empresários e surge no âmbito da estratégia de fomento à exportação promovida pelo Governo dos Açores e na sequência da visita, em setembro de 2017, do Presidente do Governo das Canárias, Fernando Clavijo Batlle, aos Açores.

Esta missão empresarial inclui visitas a empresas locais, visando conhecer ‘in loco’ a origem dos produtos e os seus métodos de produção e fabrico, bem como a realização de reuniões B2B (business to business), ou seja, reuniões presenciais, com representantes de cerca de três dezenas de empresas de várias ilhas dos Açores.

 

 

 

 

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top